26 Junho 2022, Domingo
- PUB -
InícioRegionalTrilho dos Sorrisos e APDC reconhecidas por ‘acarinhar’ a comunidade

Trilho dos Sorrisos e APDC reconhecidas por ‘acarinhar’ a comunidade

Foram 31 as entidades de trabalho social do distrito de Setúbal que concorreram ao Prémio Fidelidade Comunidade, duas delas foram reconhecidas e receberam verba para reforçar a sua intervenção

 

- PUB -

 

 

O Prémio Fidelidade Comunidade, constituído como programa de responsabilidade social, da Companhia Fidelidade, distinguiu 17 instituições sociais de todo o país com um prémio global de 500 mil euros. Do distrito de Setúbal concorreram 31 entidades tendo sido premiadas duas: a “Trilho dos Sorrisos” que vai receber 32 mil euros, e a Associação de Psicologia e Desenvolvimento Comunitário (APDC) com 20 500 euros.

- PUB -

Este prémio inserido na estratégia de sustentabilidade e negócio da Fidelidade, tem como objectivo “promover o fortalecimento do sector social através do investimento nas instituições que actuam nas áreas de intervenção do Envelhecimento, Inclusão Social de pessoas com deficiência ou incapacidade e Prevenção em Saúde”, indica a companhia em comunicado.

Trata-se de áreas que “correspondem à  essência dos impactos da atividade da seguradora, que visa proteger as pessoas, o património e a actividade económica, no presente e numa perspetiva futura”.

Refere Jorge Magalhães Correia, presidente do Conselho de Administração da Fidelidade, que o Prémio Fidelidade Comunidade “materializa o nosso compromisso com o desenvolvimento sustentável da sociedade através do fortalecimento do scetor social privado”. E foi “agradável surpresa”, afirma, que o júri deste prémio observou a capacidade de “trabalho e resiliência das organizações sociais e a sua capacidade de inovação”.

- PUB -

Perante isto, promete que a Fidelidade vai “acompanhar de perto o desenvolvimento organizacional destas entidades, tirando partido das competências do Grupo e seus parceiros”. Ao que acrescentou que “os prémios sucedem-se ano após ano assim como o nosso compromisso com as entidades que se cruzam connosco”.

Na 2ª edição do Prémio Fidelidade Comunidade, foram apresentadas 511 candidaturas, provenientes de todo o país, com 62% das instituições  a candidataram-se na categoria “Apoio a Projectos” e 38% na categoria “Apoio à Sustentabilidade”. Relativamente aos eixos de intervenção, 39% dizem respeito à área da Inclusão Social, 38% à área do Envelhecimento e 23% à Prevenção em Saúde.

A Fidelidade convidou os seus colaboradores e parceiros de negócio a atribuir, entre os vencedores, dois prémios especiais no valor total de seis mil euros, tendo ambos escolhido a instituição Alzheimer Portugal.

O Prémio Fidelidade Comunidade integra um júri independente constituído por: Maria de Belém Roseira, ex-ministra da Saúde e da Igualdade; Madalena Santos Ferreira, jurista; Isabel Capeloa Gil, reitora da Universidade Católica Portuguesa; Filipe Almeida, presidente da Estrutura de Missão Portugal Inovação Social; Jorge Magalhães Correia, presidente do Conselho de Administração da Fidelidade.

 

 

ENTIDADES VENCEDORAS

 

INCLUSÃO SOCIAL DE PESSOAS COM DEFICIÊNCIA OU INCAPACIDADE

AADVDB — Associação de Apoio aos Deficientes Visuais do Distrito de Braga

ANIP — Associação Nacional de Intervenção Precoce

APPC-LEIRIA — Associação Portuguesa de Paralisia Cerebral de Leiria

APCVR — Associação de Paralisia Cerebral de Vila Real

ARCIL — Associação para a Recuperação de Cidadãos Inadaptados da Lousã

Associação Vencer Autismo

CAPITI — Associação Portuguesa para o Desenvolvimento Infantil

CEERDL — Centro de Educação Especial Rainha D. Leonor

Fundação Ama Autismo

Trilho dos Sorrisos — Associação para a Inclusão Social

 

ENVELHECIMENTO

Alzheimer Portugal

ALSS — Associação Lageosense de Solidariedade Social

Médicos do Mundo

Santa Casa da Misericórdia de Marco de Canaveses

 

PREVENÇÃO EM SAÚDE

Associação Cuidadores

APDC — Associação de Psicologia e Desenvolvimento Comunitário

Liga dos Amigos do Centro de Saúde de Alfândega da Fé

Comentários

- PUB -

Mais populares

Avó e mãe de Jéssica cantaram em programa da TVI enquanto menina estava sequestrada

Família materna da vítima marcou presença em caravana de “Uma Canção Para Ti” na véspera da morte da criança

“Queremos ser uma das maiores potências desportivas do distrito de Setúbal”

Tiago Fernandes, presidente do Juventude Sarilhense

Menina de três anos morre em caso suspeito de maus tratos pela ama

Criança apresentava ferimentos na boca e nariz e hematomas no corpo. Ama disse que tinha caído de uma cadeira no dia anterior
- PUB -