13 Junho 2024, Quinta-feira

- PUB -
Hoje, dia 19 de abril, celebramos o 50º aniversário do Partido Socialista

Hoje, dia 19 de abril, celebramos o 50º aniversário do Partido Socialista

Hoje, dia 19 de abril, celebramos o 50º aniversário do Partido Socialista

Numa altura em que decorrem, a nível nacional, as celebrações dos 50 anos do 25 de abril, podemos desde logo subentender a importância fundamental do PS na causa democrática portuguesa.
O PS foi fundado na cidade alemã de Bad Munstereifel, no dia 19 de abril de 1973, no decorrer do Congresso da Acção Socialista Portuguesa (ASP), através da votação de uma proposta para a criação do Partido, sufragada com 20 votos a favor e 7 votos contra, de entre 27 delegados que representavam os diversos núcleos territoriais da ASP. Este facto, torna o PS um partido único, uma vez que foi fundado com base no espírito democrático através de um sufrágio que não foi unânime, reforçando assim os valores da oposição democrática, defendidos pelos militantes fundadores face às agruras e perseguições do regime do Estado Novo.
Desde a sua fundação, mas em especial no pós-25 de abril, o Partido Socialista e o seu primeiro Secretário-Geral, Mário Soares, foram figuras de relevo na conquista e consolidação de um país livre, democrático e desenvolvido. Lembremos que o PS foi o partido mais votado nas eleições à Assembleia Constituinte de 25 de abril de 1975, que no Verão Quente do PREC, a 19 de junho, na Fonte Luminosa, defendeu o espírito democrático de abril, que esteve no seio da “dramática aventura” de 25 de Novembro, que ditou o fim da revolução portuguesa e a normalização democrática do país, e percorreu, com outros, o caminho que conduziu à aprovação no dia 2 de abril de 1976, da Constituição da República Portuguesa.
Os 50 anos da história do PS definem o seu legado, a concretização de uma sociedade democrática, com base num Estado de providência e de Bem-estar, devidamente mensurável pela maioria da sociedade: O PS esteve na criação do Serviço Nacional da Saúde, na adesão de Portugal à CEE, na criação do Rendimento Social de Inserção, no Programa Especial de Realojamento, no investimento em Investigação para o Desenvolvimento, no investimento em energias renováveis e no programa de melhoramentos das vias de ligação e de infraestruturas de viação e parque escolar e,
Pensando no bem-estar social dos nossos concidadãos, pela mãos do PS criaram-se programas de desenvolvimento social, para a erradicação da pobreza, para o aumento da formação e especialização da população, para a sustentabilidade da Segurança Social e sustentabilidade climática.
O PS marca, desde a sua fundação, positivamente e de forma humanista, as políticas de igualdade do país. E foi sempre sob tutela socialista que se registaram os maiores avanços em prol de uma sociedade mais justa, mais inclusiva, mais equitativa e igualitária.
Festejar os 50 anos do Partido Socialista é celebrar a conquista de um país mais social, justo, livre e democrático.
Louvamos não só o nosso passado histórico, mas temos ânsia de escrever escreveremos as novas páginas da nossa história, do nosso futuro e do futuro do país, para o qual importa fazer a devida introspecção e reflexão, de modo a desenhar as ações políticas que definirão os próximos 50 anos de um PS que, pela vontade comum, continuará a marcar a diferença na vida dos portugueses e a preponderância no espectro político português.
O PS Barreiro deu o pontapé de saída, no Distrito de Setúbal, e talvez até no país, das Celebrações do Aniversário do Partido Socialista – Foi com pompa e circunstância que realizámos a Gala de Reis, no dia 6 de Janeiro, que contou com a presença do SGA João Torres, mas acima de tudo foi com espírito fraterno, de união, camaradagem, militância e amizade que cantámos os Parabéns ao nosso Partido. A mim, resta-me deixar uma felicitação ao meu partido e a comprometer-me, como militante de base, sempre e uma vez mais, a Servir o Barreiro e Portugal.

Partilhe esta notícia
- PUB -

Notícias Relacionadas

- PUB -
- PUB -