19 Junho 2024, Quarta-feira

- PUB -
Associação Setúbal Voz na Assembleia da República

Associação Setúbal Voz na Assembleia da República

Associação Setúbal Voz na Assembleia da República

“Tenho acompanhado o vosso trabalho e tenho pela Associação Setúbal Voz um enorme carinho e consideração, mas hoje fiquei sem palavras pela excelência da apresentação. Um orgulho ter tido um projecto de Setúbal desta dimensão na casa da democracia e ouvir os elogios dos meus colegas de bancada. Parabéns e votos para que continuem a elevar o nome da nossa cidade. Abraço”
Fernando José, deputado por Setúbal

No passado dia 19 de Outubro, realizou-se na Sala do Senado da Assembleia da República, a Conferência–Espectáculo, onde a Associação Setúbal Voz e a Associação Artística Vimaranense apresentaram o projecto “Tetralogia operática sobre 4 constituições portuguesas”.
O referido projecto é apoiado pela Direcção-Geral das Artes, pelas Câmaras Municipais de Setúbal, Guimarães e Palmela e tem o Alto Patrocínio do presidente da República.
A Conferência-Espectáculo teve a presença de vários artistas e criativos do projecto e constou de uma actuação interpretada por cerca setenta cantores do Coro Setúbal Voz e da Companhia de Ópera de Setúbal, especialmente concebida para o evento.
Nas vésperas das comemorações da passagem dos cinquenta anos do 25 de abril de 1974, o projecto operático “Tetralogia operática sobre 4 constituições portuguesas” pretende ser um contributo para o aprofundamento da democracia e da cultura operática portuguesa, num horizonte utópico de perfectibilidade, emancipação e beleza humanas infinitas.
Nesse sentido e ao longo do espaço compreendido entre 2023 e 2025, irão ser apresentadas ao público várias óperas subordinadas ao tema “As Constituições”.
É com a existência das Constituições que se consagra os princípios ligados aos ideais da democracia, representatividade, separação de poderes, igualdade jurídica e respeito pelos direitos pessoais. A República e a Democracia de Abril, cujos cinquenta anos se comemoram em 2024, consubstanciam-se em Constituições.
As quatro óperas originais relativas às quatro Constituições são as seguintes: “1822, Mau tempo em Portugal”, “1911, a Conspiração da Igualdade”, “1976, A Evolução dos Cravos” e “2030, A Nova Ordem”.
Para quem, como alguns de nós que vimos nascer esta Associação, através da formação do Coro Setúbal Voz, em Janeiro de 2016, tacteando timidamente os nossos primeiros passos com os trinta e um membros originais, por vezes nervosos e inseguros, mas sempre e em qualquer circunstância, determinados e optimistas, não podemos deixar de evidenciar uma forte sensação de emoção e júbilo pelo caminho que vamos construindo, com vários pontos altos, sem desprimor para os restantes, naturalmente.
Júbilo acrescido pela progressiva chegada de gente nova que vai povoando os nossos espaços emocionais e contribuindo para o engrandecimento desta nossa Associação.
Somos presença assídua na Casa-Mãe, o Fórum Luísa Todi. Diversos projectos, sempre acarinhados pelo público setubalense que nunca nos regateou aplausos e apoio.
Em 2019, efectuámos nove espectáculos no Teatro Nacional D. Maria II, em Lisboa.
Sala sempre cheia. Público rendido.
Por outro, somos presença assídua nos Festivais de Canto Lírico de Guimarães.
Em todos estas ocasiões, uma sensação de júbilo indescritível. Individual, mas, sobretudo, colectiva.
Passados quatro anos, actuação na Assembleia da República.
Numa sociedade democrática o Parlamento é o espelho do povo, consubstanciada na sua vontade expressa através do voto.
Quantos e quantos países e sociedades por esse Mundo fora, são impedidos de exercer esse direito básico, mas indispensável.
Valorizemos, portanto, aquilo que já temos e procuremos sempre melhorar, para edificarmos uma sociedade melhor.
O facto da Associação Setúbal Voz ter sido convidada e poder actuar na Assembleia da República, constitui para todos nós uma grande honra, um enorme desafio e uma tremenda responsabilidade.
Seja qual for o palco, as palmas são o alimento da nossa Alma. É o nosso trabalho e prestígio que também saíram reforçados. Só com muito amor, carinho, determinação e perseverança se tornou possível tudo aquilo que se conseguiu.
Estivemos mais uma vez presentes no nosso encontro com o Destino, unidos pela música e pelo afecto.
Em torno de Jorge Salgueiro. Do seu imenso talento e da sua enorme capacidade de sonhar.
A região de Setúbal saiu mais uma vez valorizada e prestigiada com o desempenho da Associação Setúbal Voz.

Partilhe esta notícia
- PUB -

Notícias Relacionadas

- PUB -
- PUB -