23 Maio 2024, Quinta-feira

- PUB -
A imigração enriquecedora da sociedade e fortalecedora da economia

A imigração enriquecedora da sociedade e fortalecedora da economia

A imigração enriquecedora da sociedade e fortalecedora da economia

A imigração é muitas vezes vista como um fenômeno complexo que desencadeia debates intensos em diferentes partes do mundo.

No entanto, é essencial não ficarmos pelos argumentos demagógicos que associam a imigração à falta de segurança e que em nada contribuem de positivo para o país. Devemos desenvolver uma opinião critica começando com o reconhecimento dos inúmeros benefícios que a imigração traz para as sociedades contemporâneas, destacando os aspetos positivos que a presença de imigrantes pode trazer, contribuindo para o crescimento econômico, a diversidade cultural e a inovação.

- PUB -

A imigração conecta diferentes culturas, enriquecendo a sociedade com o que a diversidade cultural pode transportar, principalmente na riqueza de experiências, tradições e perspetivas.

A sociedade portuguesa continua a reconhecer os impactos positivos da imigração e reconheceu recentemente que a” Imigração é motor de desenvolvimento e riqueza cultural. Portugal está mesmo no grupo de países em que a imigração é vista como um “fator bom” ou “muito bom” para o desenvolvimento do país “(European Values Study). Em sociedades onde a imigração é bem-vinda, as interações interculturais promovem a compreensão mútua e diminuem preconceitos, construindo pontes de tolerância e respeito.

Os imigrantes muitas vezes desempenham um papel crucial no crescimento econômico de seus países de acolhimento. Ao entrar em mercados de trabalho, contribuem para a expansão da força de trabalho e, consequentemente, para o aumento da produção. Além disso, muitos imigrantes empreendedores iniciam negócios próprios, gerando empregos e estimulando a atividade econômica.

- PUB -

A imigração traz ganhos para todos os portugueses. Analisando números, podemos verificar que os saldos financeiros da Segurança Social são positivos (diferença entre contribuições e prestações sociais de estrangeiros). Em 2022, foi superior a 1.500M€, comparando com anos anteriores, em 2021 foi de 1.293M€, em 2020 foi 802M€, em 2019 foi 884M€ e em 2015 de 355M€.

Em 2022 as contribuições de imigrantes para a Segurança Social assumiram valores mais altos, 8% do total de contribuições, note-se que em 2015 os valores eram de 2%.

A Imigração também é vital para a demografia e natalidade num dos países mais envelhecidos do mundo e da Europa. Precisamos da renovação etária que nos trazem, as mães estrangeiras já são responsáveis por cerca de 16,7% dos partos, segundo o Relatório Imigração em números, ACM,2022.  A população estrangeira é tendencialmente mais jovem que a portuguesa, concentrando-se nos grupos etários, mais jovens, em idades férteis e em idades ativas.

- PUB -

Em vez de ser encarada como uma ameaça e organizar marchas anti-islâmicas, a imigração deve ser reconhecida como um catalisador para o desenvolvimento social e econômico. Ao abraçar a diversidade cultural e aproveitar as habilidades e contribuições dos imigrantes, as sociedades podem construir um futuro mais inclusivo e promissor. Em um mundo globalizado, a imigração é, sem dúvida, uma força vital que molda positivamente o panorama social e econômico.

Partilhe esta notícia
- PUB -

Notícias Relacionadas

- PUB -
- PUB -