1 Outubro 2022, Sábado
- PUB -
InícioOpiniãoOutra vez uma oliveira

Outra vez uma oliveira

Não, esta,de que falo hoje, não ardeu. Será um pouco mais nova do que a outra, mas os dois mil anos de idade andam por ali.

- PUB -

Viveu toda a sua vida na encosta da Serra do Louro, mas agora está no Espaço Fortuna, na Quinta do Anjo. Em 1989, no dia 21 de Março, dia da árvore, o Sebastião Fortuna, com o apoio logistico da Câmara Municipal de Palmela, transplantou-a para onde hoje se encontra. Porquê? Para a salvar!  Sim, para isso mesmo. É que, por baixo do tronco das oliveiras, os coelhos escavam a terra para fazerem as suas luras  (tocas), e lá se refugiam; havia  caçadores que, para os apanharem, ateavam lume à entrada das luras, que pegava nas oliveiras  e muitas morreram assim. Foi o que tinha acontecido a uma, vizinha e da mesma idade que esta que o Sebastião salvou.

Aconteceu que a oliveira não resistiu ao transplante e secou. O seu tronco está lá, com seis metros de perímetro e, se for cuidado, perdurará ainda por muito tempo.  No entanto, a raíz do zambujeiro em que ela foi enxertada em pequena, não secou e dela nasceu um rebento de zambujeiro, muito vigoroso, que atualmente já é uma árvore e que, se nada der cabo dele, poderá viver mais uns milhares de anos! Não é exagero, não senhor; é mesmo verdade.

Havia outras oliveiras na serra, que o povo conhecia bem. Refiro apenas duas que ainda perduram: uma tem o tronco todo oco, e uma sua dona de há muito tempo, fazia desse tronco a capoeira  das galinhas. Com uma rede de arame na entrada, lá passavam a noite protegidas das raposas; outra, perto das Silveiras, é a Oliveira Gorda.

- PUB -

Que tal fazer um percurso turístico – a Rota das Oliveiras Velhas – por onde, gente amante da natureza, se pudesse encontrar com alicerces vivos  do passado. E já não falo de um roteiro pelos lagares que houve em Palmela. Tantos! Fica para outra altura.

Fica a sugestão.

Comentários

- PUB -

Mais populares

Transportes em Setúbal: “Isto não está mau. Está péssimo!”

Reuniões com a população expõem drama de grandes dimensões contado em testemunhos trágico-cómicos

Alsa Todi não verá mais um cêntimo de Palmela se não cumprir o contrato

Município está indisponível para continuar a financiar o sistema e reclama à TML a aplicação de penalidades à operadora

Bombeira grávida de sete meses diz-se ‘injustamente dispensada’ de serviço

Autoridade para as Condições do Trabalho esteve no quartel da associação
- PUB -