7 Julho 2022, Quinta-feira
- PUB -
InícioOpiniãoGuerra na Ucrânia. Prejudicados, beneficiados e culpados

Guerra na Ucrânia. Prejudicados, beneficiados e culpados

Não devia ser necessário dizer que abomino esta e todas as guerras. Mas, perante o discurso quase único da comunicação social dominante (CSD) e dos milhões que influencia, será.

- PUB -

Os primeiros prejudicados são, evidentemente, os ucranianos. Mortos, feridos, a destruição do país, o sofrimento do seu povo. A seguir são os russos. Os que tombam, os feridos, o sofrimento dos seus familiares e amigos, o enorme prejuízo devido às sanções económicas, comerciais, financeiras, culturais e desportivas.

Ainda prejudicados, e muito, também devido às sanções, são os europeus. Principalmente em relação aos combustíveis, mas também a todas as outras que prejudicam inúmeras actividades, gerando carências várias e desemprego.

Quanto aos beneficiados, não bastaria a afirmação de Biden agora numa das reuniões com chefes de Estado e de Governo da UE, do G7 e da NATO, de que uma nova ordem mundial está a nascer e que será liderada pelos EUA?

- PUB -

Mas acrescentemos mais alguns “pormenores”: qual o país, com o seu poderosíssimo complexo militar-industrial, que mais vai lucrar com a vertiginosa subida do seu orçamento de Defesa e dos restantes Estados membros da NATO?

Qual o país, com as maiores reservas de petróleo e gás de xisto que os irá vender à Europa, mesmo mais caro e muito mais poluente, em substituição dos até agora provenientes da Rússia? Qual o país, que, ao contrário dos da Europa, quase não gasta um dólar com os milhões de refugiados da Ucrânia?

Que devem ser apoiados, evidentemente. Pode contrapor-se que esse país, os EUA, claro, para além de fornecer gigantescos arsenais à Ucrânia liderada pelo seu “herói” Zelensky, também a apoia com muitos milhões. É verdade.

- PUB -

Mas, esses apoios, não são investimentos calculados? A Ucrânia não os pagará com língua de palmo? Com os seus cereais, outras riquezas e até a sua própria soberania? Quanto aos culpados pela guerra, será apenas a Federação Russa e Putin, como a CSD incessantemente nos impinge, omitindo todos os antecedentes? Então e a promessa de que a NATO não se expandiria até às suas fronteiras?

Já imaginaram a reacção dos EUA se o então PACTO de Varsóvia se se instalar junto às deles? Depois de Armarem a Ucrânia até aos dentes, de se estarem nas tintas pelo facto de o fascismo medrar até ao ponto de integrar as suas forças armadas com o batalhão Azov, com o massacre de mais de 40 pessoas na Casa dos Sindicatos de Odessa, de proibirem o ensino da língua russa falada por quase metade da população (45%), com os 14 mil mortos na região de Dombass e dos acordos de autodeterminação sobre essa região não cumpridos. Portanto, quem deu pretextos para a invasão?

Esperavam que lhes fosse permitido fazer o que fizeram, por exemplo, no Iraque ou na Líbia? Onde, além da destruição, provocaram tanta morte refugiados e o assassínio de Saddan Hussein e Kadafi. É a democracia e a vida humana, ou os interesses económicos e estratégicos que interessam a quem quer liderar a nova ordem mundial?

Comentários

Francisco Ramalho
Professor, Corroios
- PUB -

Mais populares

Pastelaria Abrantes fecha portas a poucos meses de fazer cem anos [actualizada]

Setubalenses têm recorrido às redes sociais para manifestar tristeza com a notícia, por se tratar de um espaço histórico

PSP deteve em flagrante homem a furtar catalisadores

Dono de uma das viaturas alertou a PSP, que conseguiu interceptar o indivíduo no local

Programa Festas Populares São Pedro Montijo 2022

Consulte o programa na íntegra das Festas Populares de São Pedro, que arrancam na terça-feira (28 de Junho)
- PUB -