2 Dezembro 2021, Quinta-feira
- PUB -
InícioOpiniãoO Crescimento do Serviço Nacional de Saúde

O Crescimento do Serviço Nacional de Saúde

Ao longo dos últimos anos, o Serviço Nacional de Saúde (SNS) evoluiu significativamente no que respeita a eficiência, a acessibilidade, a qualidade e a sustentabilidade.

- PUB -

Portugal encontra-se ao nível dos países considerados mais desenvolvidos, quando analisamos as estatísticas e constatamos que os portugueses vivem cada vez mais anos, e com melhor qualidade de vida, com mais acesso aos avanços da medicina e da tecnologia, como terapêuticas e medicamentos mais inovadores e eficazes.

Perante a mudança de postura do cidadão com a sua saúde, mais informado e exigente, assiste-se a um SNS mais organizado e a adaptar-se para responder com qualidade e eficiência.

O atual governo tem manifestado, ao longo da governação, uma preocupação na melhoria dos cuidados de saúde e aposta em várias frentes.  Os cuidados de saúde primários tem sido alvo de mudanças, tendo sido autorizada a passagem de 20 USF a modelo B, que permite um reconhecimento e desenvolvimento das equipas de saúde, aumentando a motivação dos profissionais, a adequação da resposta aos utentes, com maior proximidade.

- PUB -

No Relatório Anual de Acesso de 2020, entre 2010 e 2020, os anos de 2016, 2017 e 2019 comportaram mais medicamentos inovadores aprovados em Portugal.

O mesmo relatório refere-nos que no ano de 2020, foram autorizados 155 ensaios clínicos em Portugal. “O maior número até hoje, continuando a confirmar-se o aumento consistente da investigação em ensaios clínicos em Portugal”.

Outro exemplo que demonstra que os portugueses, com o governo socialista, começaram a ter acesso a áreas que lhes estavam limitadas no SNS, foi o alargamento da saúde oral a todos os portugueses. Esta alteração permitiu cuidados de saúde oral a utentes que não tinham acesso a este tipo de consulta, há mais de 30 anos.

- PUB -

O investimento nos recursos humanos também tem sido uma bandeira. A comprovar é o fato de em 2020, o SNS ter sido reforçado com mais 20.884 profissionais, do que em dezembro de 2015.

A pandemia pela Covid-19, interrompeu o investimento que estava a implementar-se e mudou o rumo. Veio demonstrar a importância e a necessidade de um SNS forte, capaz de responder às necessidades das pessoas.

Se o SNS não estivesse reforçado a resposta à pandemia não tinha sido célere no controle da propagação e na resposta à doença.

Houve um aumento da capacidade de testagem, para mais de 100 mil testes por dia, um reforço nos equipamentos de proteção individual e dos recursos humanos. Nestes dois últimos anos o SNS foi reforçado financeiramente contribuindo assim, para uma organização e contratação de profissionais, para que a resposta à crise pandémica se tornasse efetiva.

O envolvimento do poder local no combate à pandemia, foi uma estratégia de proximidade importante no combate à pandemia e na recuperação do país.

[Fancy_Facebook_Comments language="pt_PT"]
- PUB -

Mais populares

Dirigir o Vitória Futebol Clube no feminino: as mulheres nos actuais órgãos sociais do clube sadino

Sara Ribeiro, Ana Cruz, Dulce Soeiro e Helena Parreira partilham as suas vivências no clube, cujo regresso à I Liga tanto anseiam   Quando questionadas sobre...

António Costa anuncia que Portugal vai pedir à União Europeia que Península de Setúbal passe a ser uma NUT II

O primeiro-ministro diz que a Península de Setúbal está a ser fortemente penalizada por estar integrada na estrutura nominal da AML  

Volkswagen anuncia novo investimento de 500 milhões na Autoeuropa nos próximos cinco anos

Valor vai ser aplicado "em produto, equipamento e infra-estruturas", explicou Alexander Seitz
- PUB -