5 Dezembro 2021, Domingo
- PUB -
InícioOpiniãoA requalificação do património histórico é impulsionadora de desenvolvimento e progresso

A requalificação do património histórico é impulsionadora de desenvolvimento e progresso

O Forte da Nossa Senhora da Saúde da Trafaria, usualmente conhecido por Presídio da Trafaria, foi uma edificação militar que durante séculos desempenhou um importante papel na defesa da cidade de Lisboa. Com o passar dos anos foi tendo utilizações distintas, a última das quais de muito má memória, tendo sido utilizado como prisão militar e local de tortura para resistentes anti-fascistas. Durante vários anos esta infraestrutura esteve ao abandono e o seu estado de degradação foi avançando sem que fosse encontrada uma solução para recuperar este património histórico e permitisse à população o seu usufruto. Algumas ideias foram sendo equacionadas, sem que nenhuma chegasse concretamente a ver a luz do dia.

- PUB -

A sua localização privilegiada agravou o sentimento dos moradores da Trafaria e dos Almadenses em geral por se verem privados da fruição deste espaço.

Por esta razão, a solução a encontrar teria de acautelar e considerar a devolução às populações deste património e aos eventos que aí se venham realizar.

Por estes motivos, soluções especulativas e de carácter privado nunca poderiam ser considerados e teriam de ser rejeitados determinantemente.

- PUB -

A solução para a requalificação do Forte da Trafaria encontrada pela Câmara Municipal de Almada e aprovada por unanimidade em Assembleia Municipal, vai permitir que que este espaço seja dedicado ao ensino das artes e tecnologias e estar também disponível a todos os almadenses.

O estabelecimento de uma parceria com a Universidade Nova de Lisboa, instituição de ensino superior com forte história no concelho de Almada, como a Faculdade de Ciência e Tecnologia sitiada no Campus da Caparica é disso exemplo, irá permitir a instalação do novo Instituto de Artes e Tecnologia, que para além de se dedicar à educação, formação e investigação nas suas aéreas de intervenção, em diversos níveis académicos, orientará também a sua atividade para a sua integração com as populações e instituições da Trafaria, contribuindo assim para o desenvolvimento desta vila.

Será também instalado neste edifício um centro de arte, onde serão abordados os temas que estão ligados ao Forte da Trafaria ao longo dos tempos e das variadas utilizações que foi tendo, bem como um espaço de memória que permita ao público conhecer a sua história. Este centro será um espaço dedicado à Liberdade, Justiça, Resistência e Utopia.

- PUB -

Esta parceria, para além de permitir a requalificação de tão importante património histórico, irá dar um novo alento à Vila da Trafaria, dinamizando a sua já rica e histórica actividade cultural, para além de ter um importante papel de alavancagem na dinamização económica e social atraindo a si pessoas de variadas origens e culturas

[Fancy_Facebook_Comments language="pt_PT"]
- PUB -

Mais populares

Tribunal reconhece direito de retenção de casas a famílias de Azeitão após falência de cooperativa

Decisão reconhece que famílias têm os seus créditos "garantidos" e "reconhecidos" pelos montantes que já pagaram, e que, como “consumidores” e por "tradição", têm...

Caso de gripe das aves detectado em Palmela

A DGAV lembrou que não existem evidências de que a gripe aviária seja transmitida para os humanos através do consumo de alimentos, como carne de aves de capoeira ou ovos

Novas máquinas permitem emitir ou carregar cartão Navegante em apenas “um minuto”

Para já, encontra-se disponível um equipamento em cada um dos nove concelhos do Distrito que integram a AML   Os passes de transportes públicos Navegante podem...
- PUB -