20 Agosto 2022, Sábado
- PUB -
InícioOpiniãoO preço da água em Setúbal

O preço da água em Setúbal

Caro leitor

- PUB -

Sabia que a nossa cidade é das que tem a água mais cara do país?

A Concessão às Águas do Sado data do ano de 1997, com um prazo de 25 anos. As tarifas são revistas anualmente com a Câmara Municipal, mas ao longo destes vinte anos, têm sempre aumentado.

A água é um bem essencial à Vida e o acesso a ela, quando não é livre, deve ser enquadrado de forma justa e com um preço justo.

- PUB -

Já este ano a Câmara Municipal de Setúbal aprovou, mais uma vez, em sessão pública o aumento das tarifas de consumo de água, saneamento básico e recolha de lixo.

Posso dizer-vos que, enquanto Deputado Municipal votei sempre contra ao aumento destas tarifas e outras taxas, porque entendo que os setubalenses já estão sobrecarregados que chegue de despesas familiares e com impostos como o IMI, que teima em não baixar.

Para quem não saiba existe um regulador ou entidade oficial que controla o setor da água, a chamada ERSAR, que além de controlar a qualidade e condições da água que consumimos, emite pareceres e recomendações, no nosso caso às Águas do Sado, uma delas parece que só vai ser atendida este ano por recomendação desta entidade, que é o da aplicação de tarifários moderados às famílias numerosas, reivindicação que o Grupo Municipal do qual faço parte tem vindo a abordar ao longo de vários mandatos, com executivos comunistas. Mas atente-se que ainda não se sabe os termos e os moldes dessa aplicação, queremos ver essa moderação ser aplicada noutras situações de dificuldade económica não só das famílias, mas também das pequenas e médias empresas.

- PUB -

Será bem verdade que Setúbal só segue um caminho, o do executivo comunista, que cobra tarifas e taxas para fazer rotundas e afins e próximo de eleições autárquicas é que começa a empregar esses fundos em infraestruturas, como podem verificar um pouco por toda a cidade.

A maioria concedida pelos setubalenses a este executivo é que permite que as coisas aconteçam assim. A CDU ganhou esta maioria com menos votos, que se explica com a percentagem muito alta da abstenção nas últimas eleições autárquicas.

Está provado que esta maioria pouco tem feito pelos setubalenses e pelas suas verdadeiras necessidades.

Nem só de festas, de cultura, de provas desportivas, de promoção política vive o povo.

Será também de estranhar a fraca oposição exercida pelo Partido Socialista e mesmo pelo Bloco de Esquerda, os amigos da “Geringonça”…

Mas caro leitor, só existe uma de duas hipóteses ou existe algum acordo para as autarquias ou está tudo bem. Custa-me a acreditar que estes dois partidos não tenham nada a reclamar junto do executivo, alguma bandeira por içar…

Para a crise que o país está a atravessar é quase ofensivo aquilo a que temos vindo a assistir em Setúbal, áreas da cidade muito embelezadas e outras mal tratadas, os melhoramentos não são uniformes.

Este executivo comunista, deixa de lado grande parte dos temas, que realmente interessam às famílias setubalenses e às empresas de Setúbal, que são o verdadeiro motor da cidade.

Temos vindo a assistir a um crescendo do descrédito dos políticos locais, o que se confirma pelo nível de abstenção em eleições autárquicas. Justifica-se em certa medida pela má gestão dos agentes, mas também pela ausência do projeto concreto. Com base desse descrédito é escusado apresentarem-se ao povo com uma ou duas pessoas importantes ao lado, dizer que fizemos isto ou aquilo, aproveitarem-se de instituições de solidariedade, clubes, coletividades, fazer parte de partidos ou grupos de cidadãos em proveito próprio ou pelo menos de forma tão expressa.

É preciso ter equipa, ter projeto concreto, para poder fazer, resolver problemas de inclusão social, baixar taxas e impostos, tarifas dos serviços, negociar contrapartidas para o bem de todos.

Estamos a tratar de assuntos que dizem respeito às pessoas, aos nossos idosos, aos jovens, a empresários, devemos fazê-lo com respeito e sentido de missão.

É esse o meu propósito!

Comentários

Eduardo Pinto
Militante do CDS Delegado Distrital da FTDC – Feder. Trab. Democrata Cristãos.
- PUB -

Mais populares

Mulher morre em colisão entre dois veículos em Grândola

Uma colisão frontal entre dois veículos ligeiros na Estrada Nacional 261, no cruzamento do Carvalhal, provocou, esta tarde, um morto e dois feridos graves.

Ana Catarina Gonçalves: A grandolense que arriscou e conseguiu montar um ‘império’ na vertente das explicações

Com apenas 21 anos, começou a acompanhar algumas crianças por brincadeira. Hoje, passados cinco anos, emprega três dezenas de professores

Acidente de viação no Montijo provoca três mortos

Colisão frontal provocou a morte de dois homens, de 26 e 32 anos, e de uma mulher, de 24 anos
- PUB -