12 Agosto 2022, Sexta-feira
- PUB -
InícioOpiniãoCustou mas foi. Beneficiação do IC1 avança

Custou mas foi. Beneficiação do IC1 avança

O avanço da concretização do IC1, entre Alcácer do Sal e Grândola, vem, também, fazer prova da importância que é para o país ter sido colocado ponto final na governação de direita.

- PUB -

A recuperação desse troço foi sucessivamente adiada pelo Governo de Passos Coelho/ Portas – Cristas, apesar de ser evidente a emergência da intervenção considerando as más condições que apresenta e a intensa circulação que ali se faz diariamente, com riscos evidentes. Aliás, exatamente porque esta intenção estava sinalizada como prioritária o anterior Governo socialista ia avançar com a sua concretização, situação que era do domínio público.

Inúmeras vezes os deputados eleitos pelo PS, no distrito de Setúbal, questionaram o Governo PSD/CDS sem que, em algum momento, fosse possível, ao longo de mais de quatro anos, saber se a obra se concluiria. De facto, terminada a legislatura, não se iniciou sequer. Mesmo as várias manifestações realizadas com a participação de pessoas de vários quadrantes políticos foram invisíveis aos olhos do Governo anterior.

Não é só porque a obra é realmente importante que resolvi escrever sobre ela. É por uma questão de justiça. Afinal, depois de tanta batalha, saber que a intervenção vai avançar agora exige reconhecimento, mais um, ao Governo de António Costa.

- PUB -

Escrevo a algumas horas do Ministro Pedro Marques, que tutela a área e é o principal protagonista do reconhecimento, se deslocar ao local para apresentar o projeto de beneficiação.

Ao terminarem as negociações entre a Infraestruturas de Portugal (IP) e o concessionário,  e o Tribunal de Contas ter dispensado a necessidade de visto prévio ao contrato renegociado da Subconcessão do Baixo Alentejo, ficaram garantidas as condições para que  avance o lanço de estrada em causa sob a jurisdição da IP, entre o quilómetro 3,4 em Alcácer do Sal e o quilómetro 19,1 de Grândola Norte

Há uma primeira intervenção imediata que visa o incremento das condições de segurança, até que seja possível dar início à empreitada de reabilitação profunda do pavimento, após concurso público, estimada em cerca de 6 milhões de euros.

- PUB -

A capacidade de resposta às necessidades, priorizando-as, tem sido um aspeto fundamental da retoma da confiança dos cidadãos. Esta obra será mais um  testemunho dessa confiança.

Custou mais foi.

Comentários

Eurídice Pereira
Deputada do Partido Socialista
- PUB -

Mais populares

PSP de Setúbal sem meios para se deslocar a atropelamento em frente à esquadra

Acidente na Avenida Luísa Tody fez uma vítima de 88 anos

Hospital da Luz Setúbal confirma nova clínica no centro da cidade

Dr. José Ferreira Santos, director clínico do estabelecimento, confirma pólo adicional para aproximar clientes do centro hospitalar

João Martins: “Deixo uma casa com bom nome e reconhecida”

Criou, desenvolveu e consolidou a Escola Profissional do Montijo (EPM). Ao fim de 29 anos e uns pozinhos, o professor decidiu passar o testemunho
- PUB -