9 Fevereiro 2023, Quinta-feira
- PUB -
InícioLocalSinesOrçamento de 41,6 milhões de euros aprovado em Sines

Orçamento de 41,6 milhões de euros aprovado em Sines

Valor homologado representa um acréscimo de 400 mil euros em relação ao deste ano

 

- PUB -

A Câmara de Sines aprovou um orçamento de 41,6 milhões de euros para 2023, mais 400 mil euros em relação ao deste ano, focado no desenvolvimento local e social.

“O orçamento assenta, mais uma vez, no rigor e foi feito com o objectivo de concluir um conjunto de obras que já está em curso, mas também preparar o município para outras obras que serão abrangidas pelo próximo quadro comunitário” de apoio, disse à agência Lusa o presidente do município, Nuno Mascarenhas.

As Grandes Opções do Plano (GOP) e o Orçamento para 2023 foram aprovadas, por maioria, pelo executivo municipal, no início deste mês, com os votos a favor do PS e contra do movimento independente Mais Sines e da CDU.

- PUB -

Os documentos foram igualmente aprovados, por maioria, na sessão da Assembleia Municipal de Sines, que se realizou esta terça-feira, com 13 votos a favor do PS, seis contra do Mais Sines e quatro da CDU.

O orçamento contará ainda com “um reforço [financeiro] em Fevereiro” do próximo ano, indicou o autarca, uma vez que vai transitar “um saldo de gerência, que é naturalmente positivo, de cerca de três milhões de euros”.

Do ponto de vista do desenvolvimento económico e da atractividade, Nuno Mascarenhas considerou ser importante “concretizar um regulamento de incentivos fiscais mais coerente com a situação” actual que se vive e a que é previsível “enfrentar nos próximos anos”.

- PUB -

“Isto irá permitir criar um conjunto de benefícios que são importantes”, referiu à Lusa, acrescentando que “o IRS é um dos impostos” que o município “irá baixar já em 2023”.

As prioridades das GOP para o próximo ano assentam “no desenvolvimento local e social”, com uma aposta “no Programa de Apoio ao Arrendamento” para “famílias com rendimentos mais baixo”, assim como “a implementação da Estratégia Local de Habitação”.

O apoio a “investimentos estruturantes que irão ser desenvolvidos no âmbito da fixação em Sines do Instituto Politécnico de Setúbal”, como a Residência de Estudantes, é outra das prioridades.

“Queremos também concluir a 3.ª fase da estrada da Floresta, ligar a zona da Escola Vasco da Gama à entrada de Sines, com uma via pedonal e ciclável e outras intervenções importantes, como a reabilitação do Largo da Boavista e a criação de novas zonas de estacionamento” na cidade, exemplificou.

O orçamento prevê ainda o início das obras de requalificação das estradas do Paiol, Casoto e Cabeça da Cabra que “são estruturantes para criar um concelho mais qualificado e com melhores acessibilidades”, observou.

Segundo Nuno Mascarenhas, a requalificação da Zona Industrial Ligeira n.º 3, assim como do Bairro Soeiro Pereira Gomes são outras das prioridades.

O autarca revelou ainda que, para fazer face ao crescimento da cidade de Sines e da aldeia de Porto Covo, vão ser feitos “investimentos avultados na requalificação da distribuição de água e saneamento”.

Comentários

- PUB -

Mais populares

Estação de combustível da Repsol assaltada esta tarde em Setúbal

Indivíduo fugiu com o dinheiro da caixa. Ameaçou os funcionários com uma faca. Já são três os assaltos registados nos últimos quatro dias

Novo 10 de portas fechadas após polémica que envolve dívida de 700 mil euros

Empresário apresentou proposta ‘promissora’, que acabou por deixar proprietário do espaço de mãos a abanar

Café na baixa de Setúbal assaltado esta manhã

Crime decorreu por volta das 10h30, com a proprietária a pedir ajuda a comerciantes e pessoas que transitavam perto do local
- PUB -