4 Agosto 2021, Quarta-feira
- PUB -
Início Local Sines Sines celebra aniversário com obra ligada ao património

Sines celebra aniversário com obra ligada ao património

Fábricas romanas inauguradas, passadiço aberto e nova fonte a funcionar. Investimentos passaram os 920 mil euros

 

- PUB -

A inauguração das fábricas romanas e da Casa-Forte do Museu de Sines, assim como a abertura ao público do passadiço do Canto Mosqueiro e a entrada em funcionamento da nova fonte do Jardim das Descobertas, marcaram o 24.º aniversário da elevação da vila siniense a cidade, assinalado pela Câmara Municipal na passada segunda-feira.

A celebração da data, que contou com a presença do secretário de Estado Adjunto e do Desenvolvimento Regional, Carlos Miguel, foi um sinal de “reafirmação do compromisso com uma Sines voltada para o futuro”, defendeu Nuno Mascarenhas, presidente da autarquia, citado em nota de Imprensa do município.

“Uma cidade moderna é uma cidade que valoriza a sua história e a sua natureza. Por isso optámos por recordar a passagem dos 24 anos da elevação a cidade com a abertura de equipamentos que reforçam a nossa ligação ao património”, justificou o autarca sobre as comemorações que, face ao contexto pandémico, decorreram sem a presença de público.

- PUB -

De acordo com a edilidade, a concretização dos equipamentos atrás referidos representaram um investimento superior a 920 mil euros.

“As fábricas romanas do Largo João de Deus, agora recuperadas e musealizadas, permitem que um conjunto de tanques de salga de peixe do período romano (Século I) fique finalmente exposto ao público numa estrutura que recria a sua volumetria original, facilita a visita e comunica a sua história. Foi uma operação com um custo total elegível de €194.571,68”, realça a autarquia, que lembra ainda que o investimento beneficiou de uma comparticipação comunitária no valor de €165.385,94.

Já a Casa-Forte, num investimento suportado pelo município, passou a acolher “os principais tesouros do Museu de Sines, como o Tesouro do Gaio (Século VII A.C.), a colecção de moedas de José Miguel da Costa e o ‘Tesouro do Africano’, descoberto em Sines em 2012, composto por moedas de prata, algumas das quais cunhadas na América”.

- PUB -

O passadiço inaugurado insere-se na operação de “Qualificação do Canto Mosqueiro [a decorrer] e Suporte à Visitação da Costa do Norte”, que tem “um investimento elegível de €568.205,89”. Esta obra também conta com apoio de fundos comunitários, co-financiada que é em €482.975,01.

Por último, a nova fonte do Jardim das Descobertas, que contemplou a reabilitação do lago que a acolhe, resultou de um investimento municipal de €158.348,00.
As comemorações englobaram ainda a apresentação pública, no Pátio das Artes, do glossário dos dizeres de Sines, no âmbito de um projecto desenvolvido pelo Arquivo Municipal em parceria com a Universidade de Évora.

- PUB -

Mais populares

Chega apresenta candidatos a Setúbal com vontade de fazer história

Cláudio Fonseca, negro e oriundo da Bela Vista, é cabeça-de-lista à Freguesia de São Sebastião. "Prova que no Chega não há racismo"

Moradores na Quinta da Amizade contestam fogos municipais, mas vereador Carlos Rabaçal promete valorização

Na calha pode estar a construção de 268 fogos. Os residentes temem densidade populacional e perderem conforto   Os moradores na Quinta da Amizade, na freguesia...

Península de Setúbal com mais 29 mil pessoas e Litoral Alentejano perde pouco em dez anos

Censos de 2021 indicam que Palmela é o concelho da península que registou maior aumento da população residente. Odemira é o que mais cresce...
- PUB -