23 Maio 2024, Quinta-feira

- PUB -
Velório de Odete Santos: “Uma mulher de luta” [actualizada]

Velório de Odete Santos: “Uma mulher de luta” [actualizada]

Velório de Odete Santos: “Uma mulher de luta” [actualizada]

Deputados e autarcas entre as figuras que já passaram pelo Convento e Jesus

 

Centenas de pessoas já passaram pelo Convento de Jesus onde está a decorrer o velório de Odete Santos, desde as 19 horas de quarta-feira até à hora de almoço desta quinta-feira. O Funeral está marcado para as 16h30 no cemitério de Nossa Senhora da Piedade, em Setúbal.

- PUB -

Entre as pessoas que estavam perto da hora de almoço no velório destacavam-se deputados e autarcas, nomeadamente António Filipe, João Oliveira e os presidentes das câmaras municipais de Setúbal, André Martins, e de Palmela, Álvaro Amaro.

Em Setúbal, a Assembleia Municipal aprovou um voto de pesar pelo falecimento da antiga deputada e dirigente comunista que foi também presidente deste órgão municipal.

O município também publicou, na sua página no Facebook, o vídeo produzido quando dos 80 anos de Odete Santos, acompanhado de um pequeno texto que recorda as diversas funções que desempenhou na autarquia.

- PUB -

“Na morte de Odete Santos, que integrou a comissão administrativa que governou a Câmara Municipal de Setúbal depois da Revolução de Abril e foi, ainda, vereadora eleita e presidente da Assembleia Municipal de Setúbal entre 2002 e 2009, recordamos partes do filme apresentado na sessão comemorativa dos 44 anos do 25 de Abril promovida pela Assembleia Municipal em 2018. Odete Santos: uma vida cheia de futuro!”, lê-se na publicação da câmara municipal.

O presidente da Câmara de Setúbal recorda Odete Santos como “uma mulher de luta”.

“A imagem que fica é a das suas intervenções. Foi uma mulher de luta, determinada em qualquer circunstância, na defesa dos trabalhadores e das mulheres. Como presidente da Assembleia Municipal de Setúbal foi reconhecida sempre, por todos.”, disse André Martins, no velório.

- PUB -

O autarca da CDU diz ainda que a antiga deputada foi uma “cidadã de corpo inteiro, empenhada na defesa do interesse público e daqueles que tinham mais dificuldades em defenderem os seus direitos”.

A vice-presidente da Câmara de Setúbal, Carla Guerreiro destaca também essa faceta de defesa dos mais desfavorecidos.

“Ajudou imenso as pessoas de Setúbal que não tinham recursos, defendendo-as enquanto advogada, inclusive algumas mulheres acusadas pela interrupção voluntária da gravidez”, disse Carla Guerreiro. A autarca comunista recorda Odete Santos como “uma mulher brusca, mas muito humana” que aprendeu a admirar desde tenra idade.

“lembro-me de que, quando era pequena, às vezes ficava a olhar para ela e pensava: Gostava de ser como ela, de ter esta força”, refere.

O presidente da Câmara de Palmela guarda a imagem de “uma pessoa inspiradora no que diz respeito à coragem e á determinação nas comunicações e na forma como se exprimia, fosse no Parlamento, numa reunião ou num comício”.

Álvaro Balseiro Amaro, que foi também deputado na Assembleia da República no tempo em que Odete Santos se destacava no hemiciclo, recorda o “apoio” da antiga parlamentar quando apresentou algumas propostas-de-lei pelo PCP, designadamente os relativos à criação da Freguesia do Pinhal Novo e o da elevação da localidade a vila.

“Odete Santos, mesmo quando não era ela a subscrever as propostas, estava sempre disponível para dar algum apoio e conforto”, lembra Álvaro Amaro.

A antiga deputada e dirigente comunista Odete Santos morreu aos 82 anos.

Nascida em 26 de abril de 1941, na freguesia de Pêga, concelho da Guarda, Maria Odete Santos era advogada, tendo aderido ao PCP em 1974, e foi deputada à Assembleia da República entre Novembro de 1980 e Abril de 2007, eleita pelo círculo de Setúbal.

 

 

Partilhe esta notícia
- PUB -

Notícias Relacionadas

- PUB -
- PUB -