19 Junho 2024, Quarta-feira

- PUB -
Socialistas exigem que Câmara de Setúbal chegue a entendimento com bombeiros

Socialistas exigem que Câmara de Setúbal chegue a entendimento com bombeiros

Socialistas exigem que Câmara de Setúbal chegue a entendimento com bombeiros

Partido afirma que responsabilidade das greves e protestos é, na totalidade, de André Martins

 

O Partido Socialista de Setúbal “exige” que André Martins, presidente da câmara municipal sadina, chegue a entendimento com os Bombeiros Sapadores de Setúbal e dá o Governo como exemplo.

- PUB -

Acusam o executivo de demonstrar “incapacidade de diálogo no sentido de alcançarem o desejável entendimento”, referem em nota de Imprensa enviada pelo secretariado da Comissão Política Concelhia de Setúbal do Partido Socialista à redacção de O SETUBALENSE.

Os socialistas saúdam a posição da ministra da Coesão Territorial Ana Abrunhosa que reuniu, na passada terça-feira, com o presidente da Câmara Municipal de Setúbal, onde a governante afirmou que o Estado central está a fazer os possíveis para mudar a legislação que tem desencadeado protestos do lado dos bombeiros sapadores.

“O Governo, aberto ao diálogo na procura de consensos, está a fazer o seu papel. Caberá, agora, a André Martins e ao executivo CDU fazerem a sua parte, abrindo a porta do diálogo a todas as estruturas sindicais e criando plataformas de entendimento que normalizem as relações laborais e devolvam a paz social à companhia de bombeiros sapadores de Setúbal”, reiteram.

- PUB -

Dizem ainda que André Martins quis descartar a sua responsabilidade do assunto quando decidiu reunir com a governante.

“Não pode André Martins resumir o conflito à sua última decisão, chamando o Governo para a conflitualidade laboral numa desesperada tentativa de esconder a sua exclusiva responsabilidade numa greve que já tem 8 meses consecutivos”.

Assédio laboral, irregularidades nas escalas dos bombeiros, e nomeações ilegais de chefias, todos estes são argumentos usados pelos socialistas para acusar o autarca setubalense de
ter compactuado com a decisão do Tribunal Arbitral, faltando assim com a palavra aos trabalhadores.

- PUB -

“Um conflito que se consubstancia em situações de assédio laboral, irregularidades na elaboração das escalas, nomeação ilegal de chefi as num despacho que o tribunal considerou de fundamentos obscuros e ilegalidade declarada pelo Tribunal Arbitral no reposicionamento remuneratório, num processo no qual André Martins assumiu aceitar a decisão, mas da qual acabou por recorrer falhando com a palavra de honra para com os trabalhadores”.

Na nota, além de mostrarem solidariedade com os bombeiros – a quem chamam de “soldados da paz” – os socialistas repudiam o comportamento de violência e ofensas que têm marcado os protestos que começaram na semana passada.

“Não concordando com algumas formas de luta encontradas como último grito de revolta e repudiando todas as formas de violência, o secretariado da Comissão Política Concelhia de Setúbal do PS, reafirma uma vez mais e de forma inequívoca a solidariedade para com as justas reivindicações dos soldados da paz, exigindo que André Martins e o executivo comunista avancem nas negociações com todas as estruturas sindicais na procura dos desejáveis e necessários consensos”, terminam.

Partilhe esta notícia
- PUB -

Notícias Relacionadas

- PUB -
- PUB -