23 Maio 2024, Quinta-feira

- PUB -
Rui Rocha em Setúbal para pedir “maioria clara” entre IL e AD

Rui Rocha em Setúbal para pedir “maioria clara” entre IL e AD

Rui Rocha em Setúbal para pedir “maioria clara” entre IL e AD

Líder liberal esteve ontem na Navigator, onde garantiu só existir “uma mesa capaz de trazer a mudança que Portugal precisa”

 

O presidente da Iniciativa Liberal (IL), Rui Rocha, passou a manhã de ontem numa reunião na Navigator, em Setúbal, chegando ao exterior com as suas intenções bem claras. O liberal pediu aos portugueses uma maioria clara no dia 10 de Março para a IL e a Aliança Democrática (AD), que considera ser a “mesa onde estão as soluções” para o País.

- PUB -

“Dirijo-me aos portugueses para dizer que é preciso uma maioria clara para a mesa onde estão as soluções. Sendo minha responsabilidade também dizer aos portugueses que a mudança de que o país precisa será tão mais forte quanto mais forte for o voto na IL”, afirmou o dirigente liberal no final da visita à empresa que detém um complexo industrial na Mitrena, que foi fechada aos jornalistas.

Foi através do exemplo das mesas que Rui Rocha vincou que, neste momento, só “há uma mesa capaz de trazer a mudança de que o País precisa”, mesa onde se sentam a IL e a AD. No entanto, para o liberal, nessa mesa da IL e da AD existem “duas velocidades de mudança”, a velocidade da IL que quer uma “mudança a sério” e a “velocidade modesta” da AD.

“Depois, há a mesa da esquerda que traz igual ou pior, porque será provavelmente influenciada por partidos radicais que trarão ainda piores políticas para Portugal do que o que temos tido. E depois há uma mesa onde só um partido se senta, mais ninguém se senta, logo não é solução porque atrasa e bloqueia o País e consiste, no final, num voto no PS”, reforçou.

- PUB -

Para Rui Rocha é “preciso dizer claramente que há o voto na mesa da mudança e da transformação” e, depois, o “voto nas mesas que bloqueiam e atrasam Portugal” e que “colocam o PS em diferentes configurações no poder, solução ainda pior do que aquela que existiu”.

O dirigente liberal considerou que é também o momento de dizer que essa mudança tem protagonistas. “Nós precisamos de mais, precisamos de mais soluções, de mais transformação para Portugal, portanto, é por isso que eu insisto, não basta mudar”, salientou.

Rui Rocha assegurou ainda que não existe algum tipo de concertação com o presidente do PSD, Luís Montenegro neste apelo a uma maioria clara, realçando que “os partidos estão focados nos seus objectivos e nas suas propostas para o País”.

- PUB -

Liberal garante melhores resultados económicos

Para o presidente da IL o crescimento da economia de 2,3% em 2023 é positivo, mas insuficiente, alegando ser necessário uma economia a crescer muito mais para “gerar muitas mais oportunidades”.

Para o liberal esse crescimento “não é mau”, mas é alcançado dentro de “um caminho muito pouco ambicioso, modesto e que não transformará o país, o nível e a qualidade de vida dos portugueses”.

Rui Rocha não tem dúvidas que, se estivesse no Governo conseguiria resultados melhores. “Não tenho qualquer dúvida disso porque nós temos uma justiça que não funciona e nós temos uma proposta concreta para que a justiça administrativa funcione muito mais rapidamente, o que é muito importante para as empresas”, reforçou. Com LUSA

Partilhe esta notícia
- PUB -

Notícias Relacionadas

- PUB -
- PUB -