22 Julho 2024, Segunda-feira

- PUB -
Requalificação do Campo Municipal Júlio Tavares custa um milhão de euros

Requalificação do Campo Municipal Júlio Tavares custa um milhão de euros

Requalificação do Campo Municipal Júlio Tavares custa um milhão de euros

Autarquia apresentou projecto a três clubes da Freguesia do Sado, que tem começo previsto para primeiro trimestre de 2025

Foi apresentado pela câmara municipal a três clubes da Freguesia do Sado, o projecto de requalificação do Campo Municipal Júlio Tavares, nas Praias do Sado. Este “compromisso” assumido pela autarquia setubalense representa um investimento municipal de cerca de um milhão de euros, tendo a empreitada o começo previsto para o primeiro trimestre de 2025.

- PUB -

“É um compromisso que tínhamos assumido e que finalmente vai avançar”, disse André Martins, presidente da Câmara Municipal de Setúbal, num encontro com dirigentes do Clube Cultural, Desportivo e Recreativo das Curvas, da União Cultural, Recreativa e Desportiva Praiense e do Grupo Desportivo e Recreativo Veteranos de Santo Ovídio.

Esta reabilitação, apresentada na sede da junta de Freguesia do Sado, com a presença dos vereadores Pedro Pina, Rita Carvalho e Carlos Rabaçal e da presidente da junta de freguesia, Marlene Caetano, terá um custo de 900 mil euros, aos quais acresce a taxa de IVA, sendo que “vai demorar cerca de sete meses”, pelo que as previsões apontam para a sua conclusão antes do final de 2025.

“O projecto está feito e vamos avançar para a requalificação daquele espaço, tal como tinha sido anunciado”, afirmou André Martins, adiantando que a verba foi incluída num empréstimo que a autarquia está a contratar para a realização de um conjunto de obras, cujo processo está a ser finalizado.

- PUB -

André Martins destacou que o investimento na área do desporto que a autarquia projecta fazer neste mandato, com a reabilitação do Campo Municipal Júlio Tavares e do Campo das Pedreiras, na União das Freguesias de Setúbal, e a construção de dois polidesportivos, um nas Manteigadas, “que vai avançar já”, e o outro em Azeitão.

“Esperamos que até ao final do mandato estas obras todas avancem, para criarmos condições de responder à procura. E estamos muito satisfeitos que haja essa procura”, apontou o edil.

André Martins disse também aos dirigentes dos clubes que nesta fase do projecto não estão previstas “a construção de bancada e bar, nem a execução do arranjo paisagístico – que podem avançar posteriormente –, tendo sido contemplado o que foi considerado essencial para o equipamento permitir a prática desportiva e dar resposta às populações no mais curto espaço de tempo”.

- PUB -

Segundo a nota de Imprensa da autarquia, o campo vai ser dotado de “todas as condições para a prática do futebol, incluindo um relvado sintético de última geração com 110×75 metros, com marcações e balizas de futebol de 11 e de 7/9, bancos de suplentes, iluminação LED e balneários, posto médico, gabinete técnico, sala de direcção, lavandaria e arrumos requalificados, sendo ainda construídas uma arrecadação para material desportiva e as vedações do recinto”.

A gestão do Campo Municipal Júlio Tavares, actualmente com um recinto de jogo em terra batida, “pouco uniforme e sem as dimensões regulamentares”, será assegurada pela edilidade sadina, que celebrará protocolos de utilização com as colectividades da freguesia, explica o município.

Partilhe esta notícia
- PUB -

Notícias Relacionadas

- PUB -
- PUB -