23 Maio 2024, Quinta-feira

- PUB -
População aplaude instalações do novo Centro de Saúde de Azeitão e espera que traga médicos de família

População aplaude instalações do novo Centro de Saúde de Azeitão e espera que traga médicos de família

População aplaude instalações do novo Centro de Saúde de Azeitão e espera que traga médicos de família

As portas abriram com 12 médicos e 11 enfermeiros. Segundo André Martins, este é o primeiro de outros dois Centros de Saúde para o concelho

O novo Centro de Saúde de Azeitão abriu às 8h00 de segunda-feira, como estava previsto, e começou desde logo a atender utentes. Embora a opinião geral fosse de satisfação com as novas instalações, alguns utentes apontaram problemas operacionais como “computadores que ainda não funcionam” e “falta de som para chamada dos doentes”.

- PUB -

Mas também admitiam que estas situações ficaram apenas a dever-se por ser o primeiro dia de funcionamento deste equipamento; seja como for, o sentimento comum era terem sido “bem atendidas”.

“Agora temos mais espaço e a sala de espera é bastante agradável”, comentava uma das utentes. “O centro de saúde antigo não era nada bom”, acrescentava, enquanto outra utente corroborava a mesma opinião, mas questionava se com as novas instalações também será suprimida a “falta de médicos de família”.

Para já, o novo Centro de Saúde, instalado em Vila Nogueira de Azeitão, começou a funcionar com 12 médicos e 11 enfermeiros, quanto à possibilidade de receber mais profissionais de saúde, isso, provavelmente, só se saberá quando o presidente Conselho de Administração da Unidade Local de Saúde da Arrábida, Luís Pombo, comentar o novo centro, uma vez que se “reserva para quando o novo equipamento for formalmente inaugurado”, refere o gabinete de comunicação desta unidade de saúde. Um acto público que agora não aconteceu por estar a decorrer o período de campanha eleitoral para as legislativas.

- PUB -

No entanto, a abertura de portas do novo Centro de Saúde de Azeitão contou com a presença do presidente da Câmara de Setúbal, André Martins. “Ficamos sempre muito agradados quando conseguimos trabalhar e atingir os objectivos de servir a população”, comentou.

Em declarações à rádio Popular FM 90.9, o autarca relembrava que os problemas de acesso à saúde em Portugal “são muito complicados” pelo que salienta a importância da parceria entre a Câmara de Setúbal e o Ministério da Saúde para a construção deste equipamento. “As pessoas têm [agora] muito melhores condições do que tinham no passado. Para nós é um orgulho estar a contribuir para o bem-estar das populações, neste caso a de Azeitão”, destaca.

Ao mesmo tempo, André Martins garantiu que a seguir ao novo Centro de Saúde de Azeitão “seguir-se-ão outras intervenções que já estão em desenvolvimento”. Assim, “neste momento, a autarquia está a preparar o processo para avançar com a construção de um novo Centro de Saúde em Setúbal, na zona da Bela Vista, e mais tarde o Centro de Saúde do Bairro do Liceu que também está no compromisso que estabeleceu com o Ministério da Saúde”.

- PUB -

Com o antigo Centro de Saúde a funcionar numa vivenda onde, todos são unanimes em afirmar que não oferecia condições para garantir os cuidados necessários de saúde, o novo equipamento é para Celestina Neves, ex-presidente da Junta de Freguesia de Azeitão, o espaço que “há muito era esperado e que os azeitonenses merecem”.

Presente no primeiro dia de funcionamento do novo Centro de Saúde, Celestina Neves lembrava que a construção deste novo equipamento foi uma luta que começou nos seus mandatos e, “finalmente, é uma realidade”.

O novo Centro de Saúde de Azeitão ocupa 1 633 metros quadrados, tem 22 gabinetes de consulta médica, sete gabinetes de enfermagem, quatro salas de tratamento, uma sala de saúde oral e uma sala de movimento. Dispõe de uma capacidade para uma abrangência populacional de cerca de 22 800 utentes.

O dono da obra foi a Câmara Municipal de Setúbal, sendo a empreitada financiada em 50% pelo Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional através de candidatura apresentada ao Programa Operacional Regional Lisboa 2020. O remanescente da execução da empreitada ficou a cargo da Administração Regional de Saúde de Lisboa e Vale do Tejo. A obra foi adjudicada por € 2.244.240,85 (c/ IVA).

“O investimento efectuado na nova unidade é fundamental para a melhoria do acesso e da qualidade dos serviços de saúde primários prestados no concelho de Setúbal e, consequentemente, para o aumento da satisfação de utentes e profissionais de saúde”, refere o gabinete de comunicação da Unidade Local de Saúde da Arrábida.

Com Sandra Ferro

Partilhe esta notícia
- PUB -

Notícias Relacionadas

- PUB -
- PUB -