23 Maio 2024, Quinta-feira

- PUB -
Passes Navegante vão manter os preços em todas as modalidades no ano de 2024

Passes Navegante vão manter os preços em todas as modalidades no ano de 2024

Passes Navegante vão manter os preços em todas as modalidades no ano de 2024

No próximo ano os estudantes sub-18 e sub-23 vão ter títulos gratuitos, uma medida do Orçamento do Estado

 

Os passes Navegante Municipal e Intermunicipal não vão sofrer qualquer aumento de preços no ano de 2024. O título de transporte que permite aos cidadãos a mobilidade nos transportes públicos de um só concelho ou nos 18 municípios da Área Metropolitana de Lisboa (AML), através da Carris Metropolitana, não vai ter alteração no preço pelo quarto ano consecutivo.

- PUB -

Assim o Passe Navegante Municipal – que permite deslocações no interior de um só município – vai manter-se nos habituais 30 euros, enquanto o Passe Navegante Metropolitano – viagens por toda a AML – vai continuar a ter um custo de 40 euros no carregamento mensal.

Já os títulos pré-comprados e de bordo da Carris Metropolitana “manterão os seus preços em 2024, uma medida que corresponde a um investimento municipal na mobilidade colectiva e tem como objectivo consolidar os tarifários e o serviço que abrange toda a Área Metropolitana de Lisboa, desde 1 de Janeiro de 2023”, como explica a nota de Imprensa da AML.

A medida de “congelamento de preços” consta no Relatório do Orçamento do Estado 2024, e por essa razão “continuam em vigor os descontos previstos para o Navegante Família e +65 mantendo-se a gratuitidade do navegante 12”. Em 2024 a novidade passa pela extensão desta gratuitidade dos passes aos estudantes sub-18 e sub-23, medida que ficou também definida em sede do Orçamento do Estado para 2024 (OE2024).

- PUB -

O Navegante, criado em Abril de 2019, nunca sofreu alteração de preços apesar do sucessivo aumento da Taxa de Actualização Tarifária, que no ano de 2024 vai estar na casa dos 6,43%.

No concelho de Setúbal, os munícipes pagam apenas 20 euros pelo passe Intermunicipal, uma medida decidida em sede de reunião pública do executivo em 2022 e que vigora até ao fim do presente ano.

Na óptica da Carris Metropolitana a decisão pelo não aumento dos títulos de transportes “são medidas que vão ao encontro da necessidade de mobilizar cada vez mais cidadãos para a utilização de transportes públicos colectivos e promover a mobilidade sustentável, respondendo em simultâneo à emergência climática e à economia das famílias”.

- PUB -

A Carris Metropolitana começou a operar no distrito de Setúbal a 1 de Janeiro de 2022 através do consórcio de empresas Alsa Todi, formado pela NEX Continental e a Transportes Luísa Todi. Numa fase inicial os primeiros transportes circularam pelos municípios de Setúbal, Alcochete, Moita, Montijo, Palmela e Barreiro (denominada como zona 4), mas de tempos a tempos a oferta de transportes rodoviários tem vindo a ser reforçada.

Partilhe esta notícia
- PUB -

Notícias Relacionadas

- PUB -
- PUB -