28 Junho 2024, Sexta-feira

- PUB -
Misericórdia e empreiteiro assinam contrato para deixar Lar Acácio Barradas como novo

Misericórdia e empreiteiro assinam contrato para deixar Lar Acácio Barradas como novo

Misericórdia e empreiteiro assinam contrato para deixar Lar Acácio Barradas como novo

Foto de: Tiago Almeida

Cerimónia realiza-se amanhã. Investimento na remodelação e ampliação do espaço ascende a mais de 3,2 milhões de euros. Obra pronta ainda em 2022

 

Ainda antes do final do próximo ano, o mais antigo dos quatro lares geridos pela Santa Casa da Misericórdia de Setúbal vai voltar a abrir portas. Como novo e com maior capacidade para acolher utentes. O contrato para a requalificação e ampliação do Lar Acácio Barradas – criado em 1893 – é assinado já amanhã, pelas 11h30, entre a Misericórdia e a empresa a quem é adjudicada a empreitada.

- PUB -

A cerimónia de assinatura contratual vai ter lugar num espaço exterior da estrutura residencial para idosos (que irá ser beneficiada) e vai contar com as presenças do Bispo de Setúbal, D. José Ornelas Carvalho, e da presidente da Câmara Municipal sadina, Maria das Dores Meira, entre outros.

O custo total da operação, que permitirá a remodelação e ampliação do equipamento, “ultrapassa os 3,2 milhões de euros”, disse Cardoso Ferreira, provedor da Santa Casa da Misericórdia de Setúbal, a O SETUBALENSE. E o prazo de execução da obra “é de 15 meses”. O que significa, adiantou Cardoso Ferreira, que a empreitada deverá estar concluída “antes do final de 2022”.

A intervenção não permitirá aumentar muito a capacidade para acolhimento de utentes – segundo o provedor, o equipamento passará a dispor de “42 lugares”, ou seja, mais sete em relação ao actual máximo (35) –, porém, no que toca a condições a conversa é outra, já que o Lar Acácio Barradas vai ficar como novo.

- PUB -

A empreitada arranca com a assinatura, amanhã, do contrato entre a Santa Casa e o empreiteiro. Já com a estrutura residencial vazia – “os utentes já foram realojados”, lembra Cardoso Ferreira –, os trabalhos no terreno vão começar com “a realização de sondagens arqueológicas” para depois se passar “à demolição” e “à construção” da nova infra-estrutura. Processo que o provedor acredita que acontecerá rapidamente e sem atrasos.

A par do Lar Acácio Barradas, a Misericórdia de Setúbal conta ainda com o Lar Dr. Paula Borba, o Centro de Apoio a Idosos Dependentes (CAID) e o Centro de Apoio à Terceira Idoso (CATI), além das valências de apoio domiciliário e clínica, e dá resposta a uma média superior a 370 utentes.

Partilhe esta notícia
- PUB -

Notícias Relacionadas

- PUB -
- PUB -