19 Junho 2024, Quarta-feira

- PUB -
Juventude Comunista repudia destituição da associação de estudantes da Secundária du Bocage

Juventude Comunista repudia destituição da associação de estudantes da Secundária du Bocage

Juventude Comunista repudia destituição da associação de estudantes da Secundária du Bocage

Jovens comunistas consideram que decisão é “uma afronta à democracia e à liberdade dos estudantes”

 

A Juventude Comunista Portuguesa diz repudiar a decisão da direcção da Escola Secundária du Bocage, antigo Liceu, de destituir a associação de estudantes, “considerando-a uma afronta à democracia e à liberdade dos estudantes”.

- PUB -

Na origem da decisão da direcção – que entretanto voltou atrás e decidiu dar uma nova oportunidade aos alunos – estaria uma intervenção da vice-presidente da associação de estudantes, “após esta ter demonstrado a sua preocupação com o pouco apoio ao funcionamento e trabalho que recebem da direcção da escola”.

Para a Juventude Comunista Portuguesa, a decisão da direcção da escola de destituir a associação de estudantes, assim como decidiu “instaurar um processo disciplinar contra a estudante e cancelar o torneio de jogos que decorreria no dia seguinte, é inaceitável”.

“É inaceitável esta decisão tomada pela direcção da escola, que, longe de ser excepção, se soma a tantos outros atropelos a direitos e liberdades democráticas por escolas em todo o País”, explica a Juventude Comunista Portuguesa em comunicado.

- PUB -

A destituição da estrutura representativa dos estudantes foi considerada uma hipótese depois de a vice-presidente da associação, “durante a apresentação do Programa de Incentivo ao Associativismo Estudantil “Associa-te”, na qual esteve presente a ministra Adjunta e dos Assuntos Parlamentares, dar “a conhecer o pouco apoio que recebem da direcção da escola e os meses de espera para reunirem com a mesma após a eleição”.

Na mesma nota, os jovens comunistas reiteram “a sua defesa do direito ao associativismo estudantil livre, importante conquista de Abril”, assim como condenam “todas as formas de violação dos direitos dos estudantes”.

“A Juventude Comunista Portuguesa saúda os estudantes pela justa reivindicação dos seus interesses. Estamos com os estudantes na luta pelos seus direitos. Por uma escola pública, democrática e de qualidade”.

Partilhe esta notícia
- PUB -

Notícias Relacionadas

- PUB -
- PUB -