23 Maio 2024, Quinta-feira

- PUB -
Festas em honra da padroeira dos pescadores realizam-se no próximo mês entre Setúbal e Troia

Festas em honra da padroeira dos pescadores realizam-se no próximo mês entre Setúbal e Troia

Festas em honra da padroeira dos pescadores realizam-se no próximo mês entre Setúbal e Troia

Círio fluvial é o ponto alto das festividades, com a imagem de Nossa Senhora do Rosário de Troia a percorrer o Sado e os barcos engalanados

 

O mês de Agosto está aí à porta e consigo traz as tradicionais Festas de Nossa Senhora do Rosário de Troia, que se realizam este ano de 19 a 21 de Agosto e que têm como ponto alto o círio fluvial para Setúbal, com a imagem da padroeira da comunidade piscatória a percorrer o Sado, acompanhada de dezenas de embarcações engalanadas.

- PUB -

Antes, de 16 a 18 de Agosto, realiza-se o tríduo em honra da padroeira, pelas 21 horas, na Igreja de São Sebastião. O dia seguinte, 19, arranca às 08 horas com a alvorada em Setúbal.

Para a parte da tarde, por sua vez, está prevista a celebração, às 15 horas, de uma missa por alma dos marítimos falecidos e familiares na Igreja de São Sebastião. Passados 50 minutos é tempo de dar início à procissão para Troia, acompanhada pela banda da Capricho Setubalense e da Banda Musical Charranga de Sarilhos Grandes.

Para as 21h30, por sua vez, está prevista uma procissão de velas pela praia, com o dia a terminar com um baile e arraial em Troia, sendo que a música está a cargo de João Carlos.

- PUB -

Quanto ao dia 20 de Agosto, este começa com uma alvorada, desta vez em Troia, pelas 08 horas, à qual se segue, às 10h30, uma missa, seguida de procissão pela praia ao som da Banda Musical Charranga de Sarilhos Grandes.

O programa prevê divertimentos na praia a partir das 16 horas, dando-se início ao concurso de barcos engalanados passada uma hora. O período da noite reserva, às 22 horas, um baile e arraial em Troia ao som da voz de André Patrão, com o dia a terminar com fogo-de-artifício à meia-noite.

O último dia das Festas de Nossa Senhora do Rosário de Troia tem início com nova missa por alma dos marítimos falecidos e familiares, às 10 horas. Uma hora depois passam a estar novamente disponíveis divertimentos na praia, enquanto às 11h30 vão ser entregues os prémios do concurso de barcos engalanados.

- PUB -

O momento mais aguardado das festividades – o círio fluvial para Setúbal – também acontece neste dia, às 17h45, atraindo às duas margens do Rio Sado milhares de pessoas.

Comissão de festas deixa indicações para festejos “sem incidentes”

De forma a garantir que os festejos “decorrem sem incidentes”, e sendo o acampamento por parte dos devotos na zona da Caldeira de Troia já uma tradição, a Comissão de Festas de Nossa Senhora do Rosário de Troia deixa algumas indicações “para os interessados”, nomeadamente que “as áreas de marcação só podem acontecer a 13 de Agosto”.

Além disso, “a permanência dos romeiros em acampamento só poderá ter lugar entre os dias 18 e 22 de Agosto, não sendo permitida qualquer pessoa naquele lugar fora destas datas”.

No entanto, é obrigatório os interessados em acampar na caldeira terem credenciais, que apenas são emitidas pela comissão de festas, “sendo exclusivas para as zonas autorizadas, isto é, espaços autorizados pela Troiaresort, no lado nascente da capela, e pela APSS [Administração dos Portos de Setúbal e Sesimbra] na zona da ‘língua’”.

“Para a emissão de credencial é necessário ser maior de 18 anos e apresentar B.I. ou C.C., o livrete da viatura ou barco a ser utilizados. Nesse momento o titular da credencial assume perante a comissão as condições por esta para a permanência, comprometendo-se em não fazer fogueiras durante os dias de estadia”, refere a comissão.

Os cuidados a ter não se ficam por aqui, uma vez que “os romeiros devem limpar a zona onde acamparam, eliminando todos os resíduos que lá encontrem, mesmo que não produzidos por si”, assim como “têm de levar todos os materiais usados”.

“A Protecção Civil pede muito cuidado no uso de fogareiros e exige que se tenha junto a este um extintor e um balde com água ou areia, desviados das tendas”. “A comissão trabalha desde há alguns meses para levar a efeito as festas em honra daquela que é a fi gura mais alta da devoção religiosa dos pescadores, a “Senhora da Troia”.

Todos unidos somos a grande ‘família do mar de Setúbal’, que Nossa Senhora vai acolher e abençoar. Façamos tudo o que está ao nosso alcance para dar dignidade e brilhantismo a esta festa, que é nossa, mas que queremos que seja de todos”.

Partilhe esta notícia
- PUB -

Notícias Relacionadas

- PUB -
- PUB -