13 Junho 2024, Quinta-feira

- PUB -
Estudantes podem candidatar-se a bolsas de estudo da Deloitte até 26 de Agosto

Estudantes podem candidatar-se a bolsas de estudo da Deloitte até 26 de Agosto

Estudantes podem candidatar-se a bolsas de estudo da Deloitte até 26 de Agosto

Sexta edição do programa ‘BrightStart’ “prevê integrar mais de vinte alunos”

 

Os futuros alunos do Curso Técnico Superior Profissional (CTeSP) em Tecnologias Informáticas do Instituto Politécnico de Setúbal (IPS) têm até 26 de Agosto para se candidatar a uma das bolsas disponibilizadas pela Deloitte, através do programa ‘BrightStart’.

- PUB -

Trata-se de “uma iniciativa de aceleração de competências para os finalistas do ensino secundário que pretendam ingressar na área das tecnologias informáticas”, destinada a “estudantes de todo o País”, sendo que em Setúbal “a sexta edição do programa prevê integrar mais de vinte alunos”.

“Através do ‘Brightstart’, os alunos recebem bolsas de estudo de longa duração, durante todos os anos do curso superior enquanto participarem no programa, sendo os custos académicos suportados pela Deloitte”, explica a firma em nota de Imprensa.

Este apoio inclui “as propinas mensais e taxas de inscrição no curso”, além de que permite aos alunos “conciliarem a formação académica com experiência profissional, ao serem integrados na resolução de casos práticos” da firma.

- PUB -

Ou seja, os estudantes têm “as propinas asseguradas, uma bolsa de estudo e, a partir do 2.º semestre do curso, participam em projectos profissionais em contexto real de trabalho na Deloitte”.

Para os dias 9 e 17 de Agosto, às 18h30, estão agendadas duas novas “sessões de esclarecimento on-line para os alunos e encarregados de educação interessados”, com os ‘links’ de inscrição a estarem disponíveis no site da firma.

Actualmente, dos 284 estudantes que “frequentam o programa em seis institutos politécnicos e universidades de norte a sul”, há 73 alunos abrangidos em Setúbal, sendo esta “a instituição com mais inscritos no País”.

- PUB -

“O Instituto Politécnico de Setúbal foi a primeira instituição a receber o ‘BrightStart’ e pretendemos continuar a apostar na nossa presença na cidade para formar quadros altamente especializados”, disse Paulo Pessanha de Almeida, partner da Deloitte, citado na mesma nota.

“Temos assistido a um crescimento continuado do ‘BrightStart’, o que demonstra a importância deste programa com características diferenciadas. É, de facto, uma oportunidade singular para os alunos aliarem a sua formação académica a uma forte componente profissional, adquirindo as ferramentas necessárias para iniciarem a sua carreira na área das tecnologias”, acrescentou.

O ‘BrightStart’ encontra-se “alinhado com o calendário académico”, com o plano de formação a incluir “unidades curriculares como Programação, Tecnologias de Mercado, Tecnologias Emergentes, Metodologias Ágeis de Desenvolvimento de Software, entre outras”. “Este ano, prevê-se que a nível nacional se junte mais de uma centena de estudantes ao programa”.

Partilhe esta notícia
- PUB -

Notícias Relacionadas

- PUB -
- PUB -