19 Junho 2024, Quarta-feira

- PUB -
Brecha da Arrábida recebe certificação de Pedra Património Mundial ‘da mão’ da UNESCO

Brecha da Arrábida recebe certificação de Pedra Património Mundial ‘da mão’ da UNESCO

Brecha da Arrábida recebe certificação de Pedra Património Mundial ‘da mão’ da UNESCO

Documento foi entregue a André Martins, presidente da câmara, durante encontro nos claustros do Convento de Jesus

 

A Brecha da Arrábida recebeu ‘da mão’ da União Internacional de Ciências Geológicas, parceira da UNESCO, a certificação que dita que é uma Pedra Património Mundial. O documento foi entregue ao presidente do município na passada sexta-feira durante um encontro nos claustros do Convento de Jesus dedicado à rocha ornamental da região.

- PUB -

Na sessão, organizada pela Câmara de Setúbal, pelo Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF) e pela NOVA School of Science and Technology, André Martins destacou “o trabalho desenvolvido pelos municípios da região na preservação da brecha da Arrábida”.

O edil, segundo explica a autarquia em comunicado, reafirmou no evento, que assinalou o 47.º aniversário do Parque Natural da Arrábida, “a satisfação pelo reconhecimento da importância histórica e da relevância arquitectónica das aplicações da brecha da Arrábida, aliadas aos valores geológicos, culturais e pedagógicos”.

“Se falo de satisfação, é esse o sentimento que nos ocorre quando sabemos que esta parte da serra é vista como património mundial, uma distinção que muito honra quem sempre se habituou a olhar para a Arrábida como algo de único e extraordinário”, frisou.

- PUB -

Na sua intervenção, André Martins garantiu ainda que “os municípios da região tudo têm feito para valorizar e proteger este património mundial, em particular pela acção das câmaras de Setúbal, Sesimbra e Palmela, que possuem territórios no Parque Natural da Arrábida”.

A candidatura da Arrábida a Reserva da Biosfera junto da UNESCO, “apresentada pela Associação de Municípios da Região de Setúbal em parceria com o ICNF” foi “uma das acções de maior relevo” mencionadas pelo presidente da autarquia sadina.

Segundo o edil, “a paisagem singular, rica em património geológico, ecológico e cultural da Serra da Arrábida, em que património natural e cultural, material e imaterial se encontram indissoluvelmente ligados, confere uma identidade geográfica única e excepcional, que se pretende classificar e reconhecer como Reserva da Biosfera da UNESCO”.

- PUB -

A brecha da Arrábida mereceu a classificação Heritage Stone’, ou “Pedra Património Mundial” em português”, por parte da Subcomissão do Património Geológico da União Internacional de Ciências Geológicas (International Union of Geological Sciences, cuja sigla é IUGS), integrando o “restrito leque” das 32 pedras que alcançaram este estatuto a nível mundial.

A rocha ornamental exclusiva da região de Setúbal é a terceira pedra portuguesa a obter esta classificação – juntando-se ao mármore de Estremoz e ao calcário Lioz de Lisboa -, tendo sido necessário, para o efeito, submeter uma candidatura, cujo processo foi coordenado por José Carlos Kullberg, professor do Departamento de Ciências da Terra da Faculdade Nova School of Science and Technology (FCT Nova).

Para o director da NOVA, José Júlio Alferes, que esteve também presente no encontro “A Brecha da Arrábida como Pedra Património Mundial”, “esta certificação comprova a importância da brecha e o seu uso excepcional ao longo dos tempos”.

“É para mim um enorme prazer entregar, em nome da União Internacional de Ciências Geológicas, esta distinção única aos setubalenses na mão do presidente da Câmara de Setúbal”, afirmou.

Partilhe esta notícia
- PUB -

Notícias Relacionadas

- PUB -
- PUB -