23 Maio 2024, Quinta-feira

- PUB -
Autarquia quer moradores “organizados e próximos” para resolver problemas

Autarquia quer moradores “organizados e próximos” para resolver problemas

Autarquia quer moradores “organizados e próximos” para resolver problemas

Autarcas aconselham população a criar grupo de trabalho que se ocupe das questões relacionadas com o bairro

 

A Câmara Municipal de Setúbal, a Junta de Freguesia de São Sebastião e os moradores do bairro de Vale do Cobro estiveram reunidos para identificar problemas do bairro. No encontro, realizado no âmbito do programa municipal “Ouvir a População, Construir o Futuro”, no auditório da Escola Básica Luísa Todi, os responsáveis municipais aconselharam a população a criar um grupo de trabalho que se ocupe das questões relacionadas com o bairro.

- PUB -

A vice-presidente da Câmara Municipal, Carla Guerreiro, os vereadores Carlos Rabaçal e Rita Carvalho e o presidente da Junta de Freguesia de São Sebastião, Luís Matos, sugeriram aos moradores que se organizem, sendo que no final da reunião foram recolhidos os contactos para se criar um grupo de trabalho que se ocupe das questões relacionadas com o bairro.

“A única forma de resolver os problemas é criar uma vida comunitária mais próxima”, disse Carlos Rabaçal, defendendo que seja criada “uma rede de moradores organizados nas urbanizações do concelho”, de modo que se efectue um “trabalho de grande proximidade” com as populações, garantindo que onde isto foi feito “as coisas correram bem”.

Rita Carvalho sublinhou que “nunca será a Câmara Municipal a resolver os problemas sozinha com a sua fiscalização”, sendo antes necessário “o contributo de várias entidades, incluindo os moradores”. Já Luís Matos lembrou que são estes quem “melhor conhece o espaço público do bairro”, considerando também que o mote para a reunião era um parque infantil que tinha sido desmontado em 2019/2020 pela Câmara Municipal, “também na altura com o contributo dos moradores”, e acabou por ser subtraído há cerca de três meses.

- PUB -

Durante esta reunião os moradores colocaram várias questões relacionadas com o bairro, da limpeza e higiene urbana à mobilidade e segurança rodoviária, à manutenção de equipamentos públicos e à iluminação pública, entre outras, explica a autarquia em comunicado.

A autarquia explica que o programa “Ouvir a População, Construir o Futuro” destina-se a “aproximar a gestão autárquica da população” do concelho, criando assim a “oportunidade” de apresentar directamente aos eleitos assuntos que consideram de “interesse sobre os locais onde vivem ou trabalham”.

Partilhe esta notícia
- PUB -

Notícias Relacionadas

- PUB -
- PUB -