19 Junho 2024, Quarta-feira

- PUB -
Arrábida mais perto de ser Reserva da Biosfera da UNESCO

Arrábida mais perto de ser Reserva da Biosfera da UNESCO

Arrábida mais perto de ser Reserva da Biosfera da UNESCO

Candidatura está na fase final de preparação. Entrega à Comissão Nacional da Unesco em Portugal será até Junho

A possibilidade da Arrábida passar a ser Reserva da Biosfera da Unesco está cada vez mais perto de se tornar uma realidade. A candidatura, que neste momento está em auscultação pública, está na fase final de preparação e vai ser entregue à Comissão Nacional da Unesco em Portugal até meados de Junho.

- PUB -

Foi numa sessão de esclarecimento realizada na tarde desta terça-feira, na Casa da Baía, no âmbito do processo de participação pública a decorrer até 29 de Maio, que Sofia Martins, secretária-geral da Associação de Municípios da Região de Setúbal (AMRS), avançou esta informação.

No evento, onde estiveram presentes os membros da comissão técnica desta candidatura, Sofia Martins revelou que o objectivo desta candidatura passa por “agregar os esforços” de todas as entidades que operam neste território para “projectar ainda mais os valores naturais” e “conseguir um maior equilíbrio entre a actividade humana e a conservação da natureza”.

A secretária-geral da AMRS destacou que esta candidatura tem sido “construída com todos os intervenientes” no território Arrábida que “se têm mostrado interessados em participar”, num processo “muito trabalhoso e complexo”, realçando que este está em fase final de preparação, seguindo em meados de Junho para a Comissão Nacional da UNESCO.

- PUB -

“O processo segue para o Ministério do Ambiente que tem de apoiar a candidatura. Por fim, é remetida ao Ministério dos Negócios Estrangeiros, que apresenta a candidatura portuguesa na UNESCO em Setembro, em Paris. Segue-se um processo de avaliação que termina em Junho de 2025 com a comunicação da aprovação”, referiu.

Sobre a possibilidade de a candidatura obter um resultado diferente do esperado, Sofia Martins assegurou que neste processo foi colocado “um elevado grau de exigência que permitiu aprimorar o trabalho”, não vendo “quaisquer motivos para rejeição” pela UNESCO. “Acredito que a nossa candidatura está apta a ter reconhecimento”, frisou.

Integração na Unesco traz “criação de sinergias”

- PUB -

Durante esta sessão Sofia Martins salientou que ao integrar a Rede Mundial de Reservas da Biosfera, a Arrábida vai beneficiar da “criação de sinergias”, que a vão “projectar” como “exemplo de mosaico social e ecológico a nível mundial”.

“Temos um território muito vivido, com muitos valores tradicionais e culturais, produtos e actividades económicas muito relevantes. Queremos valorizar toda esta dinâmica económica, para que tenha sempre palco na Arrábida. Queremos que este território seja vivido por todos, mas com a sensibilidade necessária para preservar os valores naturais”, sublinhou.

Presente nesta sessão esteve também Miguel Rosado, da Câmara Municipal de Sesimbra, que esclareceu as dúvidas sobre algumas das questões mais técnicas do processo relacionadas com a área abrangida pela candidatura.

Em nota de Imprensa, a autarquia sadina explica que a participação pública no dossier de candidatura da Arrábida a Reserva da Biosfera pode ser feita até 29 de Maio, através de um formulário disponibilizado aqui.

Partilhe esta notícia
- PUB -

Notícias Relacionadas

- PUB -
- PUB -