1 Março 2024, Sexta-feira
- PUB -
InícioLocalSetúbalLuís Pombo escolhido para presidir ao Conselho de Administração da ULS Arrábida

Luís Pombo escolhido para presidir ao Conselho de Administração da ULS Arrábida

Tinha o cargo de director executivo do ACES Arrábida desde 2020. Nomeação vem após ‘nega’ de André Martins

 

- PUB -

A Direcção Executiva do Serviço Nacional de Saúde (DE-SNS) nomeou Luís Filipe Henriques Pombo como presidente do Conselho de Administração para a Unidade Local de Saúde (ULS) da Arrábida. Em comunicado, publicado na página da DE-SNS, foram também indicados os nomes dos directores clínicos para a área dos cuidados de saúde primários, vogais executivos propostos pelo municípios abrangidos pela unidade local de saúde, neste caso Setúbal, Palmela e Sesimbra.

O gestor e especialista em administração hospitalar Luís Pombo, que era, desde Maio de 2020 até agora, director executivo do ACES Arrábida, fica agora responsável pela ULS da Arrábida, que agrega o Centro Hospitalar de Setúbal e o ACES Arrábida.

Para os cargos de directores clínicos foram nomeados o até agora director do Serviço de Infecciologia do Hospital Garcia de Orta, Nuno Miguel Silva Marques, para a área dos cuidados de saúde hospitalares, e a médica de medicina geral e familiar Sara Silveira André, com o papel de directora clínica para a área dos cuidados de saúde primários.

- PUB -

Nesta unidade local de Saúde mantêm-se em funções João Pedro Mendes dos Santos, como vogal executivo com o pelouro financeiro, e Maria Violante Canhão Pereira Nunes, no cargo de Enfermeira Directora, sendo que ambos foram nomeados em Julho de 2022.

Foi no primeiro dia deste ano de 2024 (1 de Janeiro), que os serviços de saúde no continente ficaram organizados em 39 ULS, com a criação de 31 novas unidades, somando-se às oito já existentes. Estas unidades têm como objectivo integrar numa mesma estrutura a gestão financeira e dos cuidados prestados pelos centros de saúde e pelos hospitais de referência. A meta é que, paralelamente, sejam extintas as Administrações Regionais de Saúde.

Executivo CDU já havia recusado o cargo

- PUB -

O executivo CDU da Câmara Municipal de Setúbal já havia recusado integrar a Unidade Local de Saúde que foi criada para os municípios de Setúbal, Palmela e Sesimbra.

A decisão foi anunciada a 9 de Janeiro, à margem da apresentação do Orçamento Municipal para 2024, com André Martins, presidente da autarquia sadina, a garantir que esta ‘sentença’ foi dada após considerar que “enquanto não estiverem resolvidos os problemas nas urgências”, a edilidade setubalense não irá integrar órgãos da administração da Saúde.

Para o líder do executivo comunista só é possível resolver o problema das urgências do Hospital de São Bernardo quando os centros de saúde “estiveram em condições de receber as pessoas que não precisam de ir às urgências”.

“Consideramos que, enquanto não estiveram resolvidos os problemas relacionados com compromissos assumidos com as populações, não devemos integrar órgãos de administração da saúde”, reforçou à data.

- PUB -

Mais populares

Homem encontrado morto em casa no centro de Setúbal [Actualizada]

Cadáver de José, de 66 anos, foi transportado para a morgue do Hospital de São Bernardo para realizar autópsia

PJ investiga cadáver encontrado no interior de uma viatura em Setúbal

Populares alertaram as autoridades pelas 22h30. Homem, de 57 anos, terá morrido por causas naturais

Pedro Catarino já é goleador-mor dos sadinos na 1.ª Divisão da AF Setúbal

Com cinco golos no Vitória B, avançado do plantel principal volta a ser decisivo
- PUB -