4 Fevereiro 2023, Sábado
- PUB -
InícioLocalSetúbalValores do retrato na arte europeia apresentados em exposição inaugurada no Museu...

Valores do retrato na arte europeia apresentados em exposição inaugurada no Museu de Setúbal

Mostra com mais de duas dezenas de imagens, pinturas e bustos conta com curadoria de Francisca Ribeiro

 

- PUB -

“O Retrato nas Artes Plásticas. Múltiplas leituras” é o nome da exposição que foi inaugurada no Museu de Setúbal/Convento de Jesus este sábado, dia 14 de Janeiro, composta por mais de duas dezenas de imagens, pinturas e bustos que simbolizam os valores do retrato na arte europeia.

As fitas que marcaram a inauguração da mostra abriram pelas 16 horas, dando liberdade aos populares, que aguardavam à entrada do museu, para conferirem e apreciarem os trabalhos do acervo do Museu de Setúbal que agora ali se encontram expostos.

Com o passar do tempo mais pessoas foram enchendo a sala e foi neste momento que a curadora da exposição, Francisca Ribeiro, decidiu explicar a todos os presentes, de forma sucinta, os valores deste trabalho e o que é, “em termos de precessão”, um retrato.

- PUB -

“O retrato surgiu com muitas possibilidades e, tal como diz o nome da exposição, tem múltiplas leituras. Normalmente esta expressão de arte pode representar um estatuto social, poder político, militar ou financeiro”, disse Francisca Ribeiro.

No entanto, “em certos casos, também representa o valor intelectual, artístico e até a própria auto-afirmação do indivíduo”. “Outro aspecto que se pode salientar são os estados psicológicos e emocionais”, acrescentou a curadora da exposição a O SETUBALENSE.

Além da expressividade facial, da postura corporal, do vestuário e dos adereços, que podem ser vislumbrados em todas as pinceladas de pastel, óleo e aguarela, surge outro detalhe importante na leitura de um retrato, que é o enquadramento.

- PUB -

O fundo pode ser inexistente, neutro, apresentar uma infinidade de elementos mais ou menos minuciosos ou, ainda, inscrições e legendas incluindo citações de autores clássicos.

Em alguns retratos, mais do que as emoções transmitidas através da face, pode destacar-se o fundo, assim como as paisagens que rodeiam o sujeito apresentado, sendo que estas podem demonstrar a história, feitos, profissões e até estatuto, de modo a caracterizar o retratado além da expressividade e dar mais informações e conhecimento sobre a mesma.

O retrato em destaque nesta exposição chama-se “Saudade” e foi pintado por Bonifácio Lázaro Lozano em 1932 com a técnica de óleo sobre contraplacado.

Na obra, com 70,2 centímetros por 99,5 centímetros, está retratada a esposa do pintor. A mostra vai estar patente, de terça-feira a sábado, das 10 às 17 horas, e domingo, das 10 às 19 horas, até dia 2 de Abril, sendo que existe a possibilidade de este período vir a ser prolongado.

Comentários

- PUB -

Mais populares

Novo 10 de portas fechadas após polémica que envolve dívida de 700 mil euros

Empresário apresentou proposta ‘promissora’, que acabou por deixar proprietário do espaço de mãos a abanar

Autoeuropa anuncia unidade 1 milhão do T-Roc que vai rodar noutro continente

Número redondo foi anunciado pela direcção da fábrica de Palmela. Automóvel já tem destino traçado

Minipreço do Bairro do Liceu assaltado esta tarde

O assaltante, que usava uma máscara de palhaço para não ser identificado, terá ameaçado os presentes com uma faca.
- PUB -