5 Dezembro 2022, Segunda-feira
- PUB -
InícioLocalSetúbalColectividade comemorou 155 anos de “resiliência e perseverança”

Colectividade comemorou 155 anos de “resiliência e perseverança”

Sessão solene contou com a presença do presidente da Câmara Municipal, que enalteceu o simbolismo da associação no concelho

 

- PUB -

A centenária Sociedade Musical Capricho Setubalense celebrou, esta semana, o seu 155o. aniversário “a tocar e a ensinar música”. Com a presença do presidente da Câmara Municipal, André Martins, nas comemorações, o papel desempenhado pela colectividade no ensino da música foi o grande destaque.

“São 155 anos de muito, muito trabalho, de muita imaginação, vitalidade e alegria. 155 anos a tocar e a ensinar música. A Capricho é, muito provavelmente, uma das instituições em que, na nossa cidade, mais gente aprendeu as notas musicais e a tocar um  instrumento”, sublinhou o autarca na sessão solene realizada na passada terça-feira, na sede da instituição.

Na comemoração, a que assistiram dezenas de pessoas, André Martins enalteceu o simbolismo que a colectividade tem no concelho e evidenciou a capacidade de resiliência de dirigentes e associados.

- PUB -

“A Capricho personifica Setúbal. A Capricho é parte fundamental da nossa identidade. Completar 155 anos é, numa colectividade, um acontecimento de grande relevo, mas, acima de tudo, um feito notável. Para aqui chegar, foi necessária muita perseverança das sucessivas gerações de dirigentes associativos e sócios, assim como manter sempre intensa actividade e permanente capacidade de renovação e de modernização”, afirmou o edil.

Numa sessão na qual marcaram presença o vereador da Cultura, Pedro Pina, o presidente da União das Freguesias de Setúbal, Rui Canas, o presidente da direcção da Sociedade Musical Capricho Setubalense, Sérgio Gabriel, entre outras individualidades, André Martins quis ainda reforçar o papel desempenhado no movimento associativo pela Capricho Setubalense.

“Século e meio depois, a colectividade continua a ter no movimento associativo setubalense um papel de enorme importância. A importância que vem do trabalho desenvolvido no ensino da música, da manutenção de uma qualificada banda filarmónica ou da promoção de actividades culturais”, disse, a concluir.

- PUB -

Com apontamentos musicais pela Banda de Música e a oferta de presentes institucionais, foram ainda cantados os parabéns e cortado um bolo de aniversário, posteriormente servido aos presentes.

Conhecida em Setúbal como “A Velhinha”, a Capricho Setubalense foi fundada a 22 de Novembro de 1867, sendo a colectividade mais antiga em actividade no concelho.

Comentários

- PUB -

Mais populares

Jovem morre esfaqueado em cilada durante convívio 

Vitima, na casa dos 20 anos, era estudante e trabalhador na Autoeuropa

Homem morre em confrontos num café na Avenida Bento de Jesus Caraça

Causa da morte não é clara. PJ está a investigar

Primeira loja Lidl num campus universitário já abriu em Almada

Rede de supermercados alemã investe 10 milhões de euros no novo edifício situado no Monte da Caparica
- PUB -