5 Dezembro 2022, Segunda-feira
- PUB -
InícioLocalSetúbalAna Mendes Godinho conhece Inovar Autismo e classifica projecto como “inspirador”

Ana Mendes Godinho conhece Inovar Autismo e classifica projecto como “inspirador”

Ministra do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social diz que se deve quebrar a forma como se assume o “normal” em visita à associação

 

- PUB -

A ministra do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social conheceu no dia de ontem o Centro de Apoio à Vida Independente (CAVI) de Setúbal da associação Inovar Autismo, no âmbito do ciclo de visitas “Dar Voz às Pessoas”.

Acompanhada por Ana Sofia Antunes, secretária de Estado da Inclusão, Ana Mendes Godinho dedicou as últimas horas da manhã à associação criada com o intuito de ser “um apoio de excelência no âmbito da habilitação e capacitação das pessoas autistas, ao longo do seu ciclo de vida”.

Antes, pelas 9 horas, a ministra esteve também no concelho do Barreiro, onde visitou a Santa Casa da Misericórdia e as instalações “Ser Casa Barreiro”.

- PUB -

Com o lema “uma sociedade para todos”, Ana Nogueira, presidente da Inovar Autismo, sublinhou que a associação foi fundada com o objectivo de “juntar pais e restantes familiares de pessoas autistas”, bem como “pessoas que se preocupem com os direitos humanos”.

“Os princípios da CAVI Setúbal passam pela inclusão, direitos humanos, vida independente e o trabalhar na e com a comunidade. É por isto muito importante que as pessoas estejam envolvidas no projecto”, referiu Ana Nogueira, salientando que a associação não acolhe qualquer utente autista, exercendo apenas o seu trabalho junto dos beneficiários e da comunidade.

Na apresentação, a presidente da associação reforçou também que o objectivo da equipa passa pela “capacitação da sociedade e a respectiva inclusão dos autistas”.

- PUB -

“Não pretendemos criar espaços para pessoas autistas. Por exemplo, uma das coisas que fomos percebendo que era importante mudar tinha a ver com a temática das colónias de férias. Com o fecho dos ATLS’s no período das pausas lectivas, fazia falta algo com que estes jovens se pudessem entreter. No entanto, a solução não podia passar pela criação de uma colónia de férias exclusiva para crianças autistas. Ao invés disso, deixámos que eles escolhessem o sítio que queriam frequentar, de acordo com as actividades que lhes fizessem mais sentido, e capacitámos essas estruturas da comunidade para os receber”, explica.

Na introdução ao projecto esteve ainda Gustavo, um rapaz de 27 anos, autista e  beneficiário da associação, que se descreveu ao público através de uma apresentação interactiva, a qual foi caracterizada pela ministra da Solidariedade como “inspiradora”.

“Este registo é muito importante e até inspirador. É importante percebermos que cada pessoa é uma pessoa na sua individualidade e que, no final das contas, não existe o conceito “normal”. Temos de mudar a forma como o assumimos, porque a verdade é que ele não existe. É esta a principal barreira que temos de eliminar na nossa sociedade”, destacou Ana Mendes Godinho.

A ministra termina hoje o roteiro pela região no Montijo, onde participará na abertura do VI Fórum da Abrigo, no Cinema Teatro Joaquim d’ Almeida.

Comentários

- PUB -

Mais populares

Jovem morre esfaqueado em cilada durante convívio 

Vitima, na casa dos 20 anos, era estudante e trabalhador na Autoeuropa

Homem morre em confrontos num café na Avenida Bento de Jesus Caraça

Causa da morte não é clara. PJ está a investigar

Primeira loja Lidl num campus universitário já abriu em Almada

Rede de supermercados alemã investe 10 milhões de euros no novo edifício situado no Monte da Caparica
- PUB -