8 Dezembro 2022, Quinta-feira
- PUB -
InícioLocalSetúbalAlsa Todi promete serviço regularizado mas trabalhadores vão estar em plenário

Alsa Todi promete serviço regularizado mas trabalhadores vão estar em plenário

Profissionais contratados em Cabo Verde já têm os vistos. Motoristas na cidade sadina alegam “agravamento das relações de trabalho”

 

- PUB -

A Alsa Todi, empresa responsável pelo transporte rodoviário de passageiros nos concelhos de Setúbal, Alcochete, Moita, Montijo e Palmela, garante que os problemas registados no serviço vão estar resolvidos a partir de 2 de Novembro, dia em que “estarão finalmente a atingir um nível de regularidade dos compromissos que têm assumidos”.

Na reunião pública de quarta-feira, o presidente da Câmara de Setúbal, André Martins, revelou que “os 61 motoristas que foram contratados em Cabo Verde finalmente já têm o visto e estão a apanhar agora os aviões para vir”.

“A informação que temos neste momento é que uma semana de formação será suficiente para entrar mais uma dezena, ou duas dezenas, de imediato no funcionamento dos autocarros”, revelou o autarca.

- PUB -

Actualmente, o edil disse ter conhecimento de que a contratação dos 20 motoristas [em território nacional] “teve consequências positivas no serviço”. “Naturalmente que não estamos a falar de uma estabilidade da situação, mas é um sinal que, do nosso ponto de vista, resulta também da pressão que temos tido sobre a empresa”, adiantou.

A concluir, André Martins explicou ter “marcada uma outra reunião para o dia 31 com a Transportes Metropolitanos de Lisboa, a Área Metropolitana de Lisboa e a Alsa Todi no sentido de se fazer um novo ponto da situação”.

É também no dia 2 de Novembro que os trabalhadores da operadora vão estar em plenário, realizado nas instalações da Varzinha, em Setúbal.

- PUB -

Organizado pelos sindicatos dos Trabalhadores de Transportes Rodoviários e Urbanos de Portugal e dos Trabalhadores dos Transportes, em conjunto com o Sindicato Nacional dos Motoristas e Outros Trabalhadores, o plenário acontece em “consequência da vontade expressa pelos trabalhadores resultante do agravamento das relações de trabalho”.

Em comunicado conjunto, os sindicatos explicam que “os trabalhadores iniciam a recolha para participarem às 09h30”, com o plenário a ter início às 10h30. “Os trabalhadores da Broega têm dois autocarros garantidos para a sua deslocação para a Varzinha”, prevendo-se o término da acção pelas 11h30.

“O reinício da actividade ocorrerá às 12h30”. Os atrasos dos autocarros, as longas filas de espera nas paragens, as carreiras que não chegam a ser feitas e os consequentes atrasos para os empregos e escolas são algumas das situações apontadas por utentes e autarquias, ao longo dos últimos meses, ao serviço da Alsa Todi, que assegura os transportes públicos rodoviários no lote 4 desde 1 de Junho.

Comentários

- PUB -

Mais populares

Militares da GNR raptados e agredidos na Costa da Caparica

Uma das vítimas sofreu ferimentos graves e está internada no Hospital Garcia de Orta. A PJ de Setúbal foi accionada e está a investigar o caso

Nova clínica da rede CUF abriu hoje portas no Montijo

Equipamento, construído de raiz, ocupa mais de 1 500 metros quadrados. Dá resposta a várias especialidades médicas e cirúrgicas

Primeira loja Lidl num campus universitário já abriu em Almada

Rede de supermercados alemã investe 10 milhões de euros no novo edifício situado no Monte da Caparica
- PUB -