4 Dezembro 2022, Domingo
- PUB -
InícioLocalAlmadaEscolas com selo do programa “Escola sem bullying | Escola sem violência”...

Escolas com selo do programa “Escola sem bullying | Escola sem violência” quadriplicaram desde 2019

208 instituições do país foram certificadas “pelo trabalho que têm vindo a desenvolver contra a violência no meio escolar”

 

- PUB -

O número de escolas com selo do programa “Escola sem bullying | Escola sem violência” quadriplicaram desde 2019, ano em que o Ministério da Educação criou esta inciativa, tendo alcançado as 208 instituições certificadas este ano, um número muito acima das 52 escolas registadas no período pré-pandemia.

Os dados foram avançados no dia de ontem, numa cerimónia na Escola Secundária Cacilhas-Tejo, no concelho de Almada, para assinalar o Dia Mundial do Combate ao Bullying.

De acordo com João Costa, ministro da Educação, “as 208 escolas foram certificadas pelo trabalho que têm vido a desenvolver contra a violência no meio escolar”, sendo este “um compromisso que é assinado, individualmente, por cada aluno na escola, veiculando-se ao seu papel enquanto agente de combate à violência”.

- PUB -

Na cerimónia, João Costa congratulou as escolas e os alunos que aceitaram o compromisso de combater nos seus espaços escolares este fenómeno e que “contribuem para que a escola seja um espaço seguro”. “Não é tolerável que haja uma única criança que sinta medo de ir à escola”, afirmou.

No último ano lectivo, segundo o ministro da Educação, foram registadas 698 ocorrências na plataforma do Sistema de Informação de Segurança Escolar, dos quais 73 foram situações de bullying. Estes são casos ocorridos nas escolas públicas e reportadas à plataforma utilizada pelas direções das escolas para assinalar situações de violência e insegurança no seio escolar.

Segundo dados da Polícia de Segurança Pública (PSP), divulgados no dia de ontem, as situações de ‘bullying’ em contexto escolar aumentaram 37% no ano lectivo de 2021/2022, tendo a PSP registado 2847 ocorrências criminais, com as injúrias e ameaças a atingiram o valor mais elevado dos últimos nove anos lectivos.

- PUB -

De acordo com João Costa, estes são números que incluem situações das escolas publicas e privadas assim como fora do recinto escolar, ou seja, no trajecto entre o estabelecimento de ensino e a casa.

 

Com Lusa

Comentários

- PUB -

Mais populares

Jovem morre esfaqueado em cilada durante convívio 

Vitima, na casa dos 20 anos, era estudante e trabalhador na Autoeuropa

Homem morre em confrontos num café na Avenida Bento de Jesus Caraça

Causa da morte não é clara. PJ está a investigar

Demolição de edifício obriga a encerrar troço da Estrada de Palmela

Operação na via pública acontece no troço compreendido entre a Praça Tratado de Roma e o acesso rodoviário ao estabelecimento de restauração McDonald’s.
- PUB -