17 Maio 2022, Terça-feira
- PUB -
InícioLocalSetúbalFreguesia de Gâmbia, Pontes e Alto da Guerra é a primeira do...

Freguesia de Gâmbia, Pontes e Alto da Guerra é a primeira do concelho a receber Balcão SNS24

Espaço vai permitir aos utentes, entre outros serviços, marcar consultas, renovar receitas de medicamentes e aceder a resultados de exames

 

- PUB -

É na freguesia de Gâmbia, Pontes e Alto da Guerra, a única em Setúbal que não possui uma unidade de cuidados de saúde primários, que vai ‘nascer’ o primeiro Balcão SNS24 do concelho.

A partir do futuro balcão de acesso ao Serviço Nacional de Saúde, cuja aderência foi proposta pela bancada do Partido Social Democrata (PSD) na reunião pública do passado dia 16, a população vai poder, entre outros serviços, “marcar consultas, renovar receitas de medicamentos, realizar uma teleconsulta e consultar resultados de exames”.

“O PSD procura propor os instrumentos disponíveis, de forma a minimizar o impacto da ausência de cuidados de saúde primários. Sendo que 18,4% da população da freguesia tem mais de 65 anos, esta é uma porta de entrada para o SNS para aqueles que têm pouca literacia digital e não têm acesso a meios, condições ou competências para aceder remotamente aos serviços digitais”, relevou a social-democrata Sónia Martins.

- PUB -

Além disso, e visto que “a oferta de transportes públicos não é a melhor”, o Balcão SNS24 “permite evitar deslocações às unidades de saúde”, uma vez que os utentes da referida freguesia têm actualmente de recorrer “à Unidade de Cuidados de Saúde Primários do Sado ou à Unidade de Cuidados de Saúde Personalizados de São Sebastião”.

“Como não se encontra prevista a construção de qualquer equipamento de prestação de cuidados de saúde num futuro próximo na área geográfica desta freguesia, que tem um cariz rural, parcos recursos económicos e é mal servida de transportes públicos, consideramos que este serviço pode efectivamente melhorar a resposta em matéria de saúde”, acrescentou Sónia Martins, de acordo com a proposta apresentada.

PS congratula e CDU pede parecer da junta de freguesia

- PUB -

Depois de referir que o Partido Socialista “congratula a apresentação do Balcão SNS24”, Patrícia Paz (PS) afirmou igualmente tratar-se de “um contributo para a redução das desigualdades em literacia digital e na promoção da inclusão digital e social”.

“O balcão [a nível nacional] foi criado em contexto de pandemia para facilitar o acesso a cuidados de saúde à distância, mas ainda assim não substitui o centro de saúde”, sublinhou. Já o vereador Fernando José (PS) começou por dar conta de que a bancada socialista iria “acompanhar a proposta e votar favoravelmente”, mas que não poderia “deixar passar em claro alguns considerandos”.

“O sector da saúde é essencial para os cidadãos e é para eles que o Governo liderado por António Costa continua e continuará a trabalhar”, disse.

Em seguida, Sónia Martins revelou que “se achasse que [o balcão] não tinha sido uma medida importante do PS, não seria proposto em reunião”. “Importa é que as pessoas tenham um serviço de saúde digno e que lhes preste bons cuidados”, sublinhou.

Por parte da gestão CDU, o vereador Pedro Pina garantiu ser “fundamental que seja auscultada a Junta de Freguesia”. “Não é considerado em momento algum da proposta os meios e os recursos e, portanto, depreendo que esteja subjacente que os recursos humanos ficam encarregues ou à Junta de Freguesia ou à Câmara”, analisou.

Sobre a referida questão, Sónia Martins (PSD) explicou ter “consciência de que se atravessa um momento difícil” e que “não foi de forma leviana que foi apresentada a proposta”. “De facto não estão mencionados os custos efectivos que teremos com este protocolo, mas daquilo que pude apurar não são custos que não consigamos aproveitar”, assegurou.

Apesar de considerar que “a freguesia justifica um planeamento para a instalação de um centro de saúde”, afirmou André Martins, presidente da edilidade, que a CDU não iria acompanhar a proposta. “Na Câmara Municipal não podemos votar propostas que obriguem uma junta de freguesia sem primeiro ela ter um parecer”, justificou.

“Pelo contrário, nós entendemos que a proposta não fere a autonomia da Junta de Freguesia. No fundo é uma indicação de que a câmara adira ao protocolo, que terá de envolver a junta de freguesia”, respondeu o social-democrata Paulo Calado.

A proposta de adesão ao protocolo entre a Administração Regional de Saúde e os Serviços Partilhados do Ministério da Saúde para a criação de um Balcão SNS24 na Junta de Freguesia de Gâmbia, Pontes e Alto da Guerra foi aprovada com os votos a favor do PS e PSD e contra da CDU.

A abrir, este poderá vir a ser o quatro balcão na Península de Setúbal, que conta com gabinetes nas freguesias de Montijo e Afonsoeiro e do Samouco (Alcochete), sendo que também a Moita já procedeu ao pedido.

Comentários

- PUB -

Mais populares

Igor Khashin e Yulia Khashina: “O nosso trabalho de 20 anos foi destruído num dia”

Casal russo que está no centro da polémica com o acolhimento de refugiados ucranianos em Setúbal responde a todas as perguntas

“A Judiciária que investigue, não temos nada a esconder”

Igor Khashin e Yulia Khashina falam pela primeira vez após o inicio da polémica

Matias Damásio a abrir com The Gift pelo meio e Dulce Pontes a fechar as Festas de São Pedro

Calendário das três actuações está definido. Depois de dois anos de interregno, a tradição volta a ser o que era
- PUB -