17 Maio 2022, Terça-feira
- PUB -
InícioLocalSetúbalGrupo “Os 13” ambiciona ter equipa que “queira vestir a camisola” da...

Grupo “Os 13” ambiciona ter equipa que “queira vestir a camisola” da colectividade

Nova direcção pretende que práticas desportivas, que foram “ficando pelo caminho”, regressem ao clube

 

- PUB -

O regresso do desporto ao Grupo Setubalense “Os 13” é um dos principais objectivos que a nova direcção da centenária colectividade pretende alcançar, uma vez que as práticas desportivas são “importantes para um clube que foi um dos fundadores da Associação de Futebol do Distrito de Setúbal”.

Para tal, o Grupo Desportivo Setubalense “Os 13”, dirigido por João Henrique Praia desde Janeiro último, ambiciona encontrar “uma equipa que saiba trabalhar na área do desporto e pessoas à altura, que queiram vestir a camisola” da colectividade, refere a associação em comunicado.

O referido passo “é importante para esta nova direcção”, tendo em conta que “as práticas desportivas ficaram pelo caminho ao longo dos anos porque as anteriores direcções esqueceram o desporto e deram mais atenção a outros eventos, pelo que veio a decair”.

- PUB -

“Todas as modalidades desportivas e culturais são um bem essencial para as colectividades e é este pensamento que temos de ter, porque as colectividades precisam de ter novamente vida. Para isso basta haver sangue novo e novas ideologias. Queremos marcar a diferença e trabalhar para levar “Os 13” a bom porto”.

A nova direcção tomou posse no passado dia 21 de Fevereiro, tendo sido eleito presidente João Henrique Praia, ex-dirigente do Núcleo dos Amigos do Bairro Santos Nicolau de 31 anos, que pretende “devolver ao clube o patamar que um grupo com cem anos merece estar”.

“Desde então o Grupo Desportivo Setubalense “Os 13” têm vindo a ganhar vida e promover actividades culturais, assim como um vasto programa cultural para todos os gostos, entre animações musicais, karaokes, bailes e outras iniciativas, como a participação no concurso das Marchas Populares de Setúbal, noites de fados e teatro”.

- PUB -

Já no passado dia 25 de Fevereiro, o recente grupo cénico do clube, que “outrora esteve numa outra colectividade, estreou o espectáculo carnavalesco “Farpas & Navalhadas”, dos autores Carlos Crispim e Carlos Nascimento, letras de Bruno Frazão e músicas originais de Artur Jordão”.

Comentários

- PUB -

Mais populares

Igor Khashin e Yulia Khashina: “O nosso trabalho de 20 anos foi destruído num dia”

Casal russo que está no centro da polémica com o acolhimento de refugiados ucranianos em Setúbal responde a todas as perguntas

“A Judiciária que investigue, não temos nada a esconder”

Igor Khashin e Yulia Khashina falam pela primeira vez após o inicio da polémica

Matias Damásio a abrir com The Gift pelo meio e Dulce Pontes a fechar as Festas de São Pedro

Calendário das três actuações está definido. Depois de dois anos de interregno, a tradição volta a ser o que era
- PUB -