6 Outubro 2022, Quinta-feira
- PUB -
InícioLocalSetúbalSetúbal homenageia João Paulo Cotrim com exposição em Fevereiro e Festa da...

Setúbal homenageia João Paulo Cotrim com exposição em Fevereiro e Festa da Ilustração em Outubro

Autores, ilustradores e desenhadores portugueses evocam figura agregadora do mundo do desenho

 

- PUB -

Uma exposição colectiva, já em Fevereiro, será a primeira de duas homenagens póstumas ao editor João Paulo Cotrim, que vão ter lugar em Setúbal. A segunda acontecerá em Outubro com a dedicação da edição deste ano da Festa da Ilustração ao também autor, que foi curador e um dos fundadores deste certame.

“Dar de beber aos olhos”, expressão de João Paulo Cotrim, intitula a exposição composta por ilustrações de autores que trabalharam e conheceram Cotrim e que marcaram presença em diferentes edições da Festa da ilustração, em Setúbal.

Outra ilustração de André Carrilho que também vai estar patente

A inauguração da mostra, na Casa da Cultura de Setúbal, está marcada para dia 5 de Fevereiro, mas a ideia de evocar o nome e a obra do editor nasceu logo no dia do funeral, revelou o programador e curador da exposição, José Teófilo Duarte.

- PUB -

“Dissemos uns para os outros: vamos fazer qualquer coisa. A exposição colectiva é uma homenagem dos ilustradores a João Paulo Cotrim, muitos deles desenharam-no”, disse Teófilo Duarte.

“Toda a gente pensou logo numa homenagem. Primeiro porque foi um grande choque, uma pessoa ainda nova, cujas ideias fervilhavam, e de um momento para o outro sentimos que essas ideias ficaram interrompidas. Todos nós sentimos logo essa necessidade. É já a saudade”, adiantou.

As ilustrações escolhidas são de André Carrilho, Nuno Saraiva, António Jorge Gonçalves, João Fazenda, Cristina Sampaio, André da Loba, Marta Madureira, André Letria, Osmani Simanca, Pierre Pratt e Alain Corbel.

- PUB -

Os artistas escolhidos para a exposição de Fevereiro têm em comum a relação com João Paulo Cotrim, uma vez que o artista é visto como uma figura agregadora entre autores, ilustradores e desenhadores portugueses. “Porque ele é que promoveu esta gente toda. Hoje são grandes ilustradores”, revelou o curador da mostra.

Para Teófilo Duarte, o antigo jornalista era “uma espécie de olheiro da arte e sabia logo quem tinha perante si”.

“Homenagem maior” em Outubro

Após esta primeira evocação, a “homenagem maior” será em Outubro com a edição deste ano da Festa da Ilustração dedicada a João Paulo Cotrim, que foi curador e fundador deste certame anual, em conjunto com Teófilo Duarte.

“A Festa da Ilustração nasceu em 2015 na sequência do ataque ao Charlie Hebdo e o João Paulo Cotrim foi a primeira pessoa com quem falei sobre esta ideia. Ele aceitou de imediato e sugeriu a reedição da exposição da ilustração portuguesa, que tem um catálogo próprio na Festa da Ilustração, todos os anos”, recorda Teófilo Duarte.

Este ano, uma vez que a Festa da Ilustração será dedicada a Cotrim, o catálogo, que é “uma espécie de páginas amarelas da ilustração em Portugal”, que inclui ilustradores portugueses com obra publicada, seleccionados por um júri, através de concurso, vai ser também de homenagem ao antigo jornalista e, por isso, a participação, excepcionalmente, vai ser por convite.

As linhas gerais do certame, que acontecerá em vários espaços culturais do concelho, vão ser apresentadas na inauguração da exposição de Fevereiro, mas já é certo que será dado destaque a dois autores, sendo que cada um deles terá uma exposição individual na cidade: o português André Letria e o francês Alain Corbel.

Raízes junto ao Sado

A homenagem que Setúbal faz questão de prestar a João Paulo Cotrim assenta no reconhecimento da marca que o antigo jornalista deixa na cidade pela ligação à Festa da Ilustração, destaca a autarquia sadina.

Para Pedro Pina, vereador da Cultura da Câmara de Setúbal, Cotrim “foi sempre um elemento incontornável, pelas ideias e propostas que tinha para a Festa da Ilustração” e a sua participação “permitiu” que o certame se tornasse uma referência nacional.

“Na sua grande maioria, os participantes foram propostos por João Paulo Cotrim, que tinha a capacidade de dar a oportunidade e de tornar visível o trabalho dos ilustradores”, lembra Pedro Pina.

O autarca mostra a vontade de o município prestar a “devida homenagem” ao artista, que será apresentada no anúncio da programação da Festa da Ilustração, pelo que deixa claro que a mostra de Fevereiro é ainda somente uma “primeira e singela evocação”.

“É uma exposição demasiado pequena para a dimensão da obra de João Paulo Cotrim, em que aproveitamos a programação regular da Casa da Cultura para corresponder à circunstância do seu desaparecimento, mas, nessa inauguração, a Câmara Municipal de Setúbal anunciará a devida homenagem”, concluiu Pedro Pina.

Aos 56 anos Desaparecimento precoce e um currículo longo

João Paulo Cotrim, editor, autor, argumentista, antigo jornalista, programador e divulgador, morreu a 26 de Dezembro passado aos 56 anos. Fundador da editora abysmo e da revista Torpor, Cotrim estendeu o seu trabalho ao cinema, à ilustração, à banda desenhada, à poesia, às artes visuais.

Dirigiu a Bedeteca de Lisboa, o Salão Lisboa de Ilustração e Banda Desenhada, escreveu argumentos para filmes de animação, novelas gráficas, ensaios e histórias para a infância. Trabalhou ainda com publicações como Revista Ler, Elle, Máxima, Marie Claire, Oceanos, Visão, Grande Reportagem, ColóquioLetras, Der Spiegel, Le Monde e o extinto suplemento DNA, do Diário de Notícias.

O prematuro desaparecimento deixou por concluir vários projectos que tinha na calha. Com Teófilo Duarte, por exemplo, ficou por concretizar o lançamento de uma revista de informação geral e cultura.

Comentários

- PUB -

Mais populares

Primeira pedra de construção de empreendimento à beira-rio lançada no município do Barreiro

Novo espaço habitacional pretende atrair famílias locais e jovens a um preço razoável   O lançamento da primeira pedra de construção do novo empreendimento que vai nascer...

Acidente de trabalho com um reboque faz um morto e um ferido

Vitimas estavam a trabalhar debaixo da estrutura que lhes caiu em cima

Polícia Judiciária detém homem em Setúbal suspeito de dezenas de crimes de pedofilia

Suspeito aproveitou-se do facto de coabitar com a jovem de 17 anos para a sujeitar a abusos sexuais, que terão tido início quando a vítima tinha 12 anos
- PUB -