19 Janeiro 2022, Quarta-feira
- PUB -
InícioLocalSetúbalBarcos para Tróia suspensos esta tarde devido a plenário de trabalhadores

Barcos para Tróia suspensos esta tarde devido a plenário de trabalhadores

Carreiras entre Setúbal e Tróia vão estar paradas entra as 14 e as 16h30

As carreiras fluviais entre Setúbal e Tróia vão ser suprimidas entre as 14:00 e as 16:30 desta segunda-feira, devido a um plenário de trabalhadores da Atlantic Ferries.

- PUB -

Segundo um comunicado da FECTRANS, Federação dos Sindicatos de Transportes e Comunicações, os trabalhadores da Atlantic Ferries, empresa que assegura as ligações fluviais entre as duas margens do rio Sado, vão reunir-se esta segunda-feira em plenário para prepararem um conjunto de revindicações a apresentar à administração da empresa.

A Atlantic Ferries, informa, na sua página oficial na internet, que vão ser suprimidas as carreiras fluviais que coincidem com a realização do plenário.

Assim, na próximas segunda-feira não se realizam as carreiras dos catamarans com partidas de Setúbal às 14:00, 15:00 e 16:00, bem como as carreiras com partidas de Troia às 14:30, 15:30 e 16:30.

- PUB -

No que respeita aos ferries, serão também suprimidas as carreiras que deveriam partir de Setúbal às 14:30 e 15:30, tal como as carreiras de Troia para Setúbal, com partida prevista para as 14:00, 15:00 e 16:00.

Comentários

- PUB -

Mais populares

Vereador diz que cães vadios fogem com crânios na boca e acusa PS de tratar mal os vivos e pior os mortos

João Afonso volta a criticar serviço nos cemitérios. Autarca do PSD denuncia ossadas lavadas em tanques da roupa e colocadas em caixas de fruta a secar. Nuno Canta diz que é fantasia

Rua José de Groot Pombo encerrada até Abril devido a “exigente e profunda” obra

Intervenção dedicada à reabilitação integral da via, incluindo a construção de passeios mais acessíveis   A Rua José de Groot Pombo, em Setúbal, vai permanecer encerrada...

Mais de 70 lotes de terreno no Bairro Grito do Povo alienados a proprietários de habitações

Os lotes vão ser vendidos a moradores e descendentes directos, que pretendam melhorar as condições de habitabilidade
- PUB -