2 Dezembro 2021, Quinta-feira
- PUB -
InícioLocalSetúbalProjecto do Instituto Politécnico arrecada perto de 10M€ para colmatar “lacunas na...

Projecto do Instituto Politécnico arrecada perto de 10M€ para colmatar “lacunas na oferta pública”

Candidatura “agregou mais de 150 parceiros”. Montante vai permitir construção de um edifício para a Escola Superior de Saúde

 

- PUB -

O Instituto Politécnico de Setúbal (IPS) vai conseguir “cobrir lacunas essenciais na oferta pública de ensino superior” através do projecto ‘SONDA2026’, a ser financiado com perto de dez milhões de euros no âmbito do Plano de Recuperação e Resiliência (PRR).

O projecto ‘SONDA2026 – Smart Open Networks for Development Acceleration’, submetido aos programas “Impulso Jovens STEAM” e “Impulso Adultos” do PRR, obteve “a classificação de 9,63 (num máximo de dez pontos), a mais elevada entre todos os politécnicos”, revela a instituição em comunicado.

O montante a ser atribuído, cuja “candidatura agregou mais de 150 parceiros”, vai permitir, de acordo com Pedro Dominguinhos, presidente do IPS, “financiar a construção de um edifício próprio para a Escola Superior de Saúde”, projecto pendente há cerca de duas décadas.

- PUB -

Além disso, possibilitará colmatar “a inexistência de um estabelecimento de ensino superior que sirva a região do Alentejo Litoral”, “vazio” que será preenchido “com a sexta Escola Superior do IPS, projecto a erguer de raiz numa parceria com a Câmara Municipal de Sines, na sequência de protocolo assinado em Julho último”.

O projecto vai, igualmente, ajudar a resolver a lacuna registada “na zona Norte de Lisboa”, em que há falta de Cursos Técnicos Superiores Profissionais, estando esta “já a ser suprida pelo IPS com a abertura de quatro formações nos concelhos de Amadora, Loures e Vila Franca de Xira”.

“Por último, a candidatura aprovada propõe-se a contribuir para ultrapassar o défice nacional no que respeita à formação ao longo da vida, em especial nas áreas das competências digitais e da saúde”.

- PUB -

Para Pedro Dominguinhos, o ‘SONDA2026’ “constituirá um marco relevante para o IPS e para a região, porquanto permite qualificar mais pessoas, jovens e adultos e promover a inclusão e o desenvolvimento regional”.

“Além do município de Sines, a candidatura resulta de um conjunto de parcerias, nomeadamente com um vasto número de empresas nas áreas das Tecnologias de Informação e Comunicação, como a Microsoft, a Everis ou a Deloitte, e também com instituições particulares de solidariedade social, misericórdias, hospitais, unidades de saúde e outras autarquias”.

Os programas “Impulso Jovens STEAM” e “Impulso Adultos” foram “criados para apoiar iniciativas a desenvolver por instituições de ensino superior (IES), em parceria ou consórcio com empresas, autarquias e outras entidades públicas locais, regionais e nacionais”.

De salientar, ainda, que “o programa “Impulso Jovens STEAM” tem por objectivo promover e apoiar iniciativas orientadas exclusivamente para aumentar a graduação superior de jovens em áreas de ciências, tecnologias, engenharias, artes e matemática”, enquanto o intuito do programa “Impulso Adultos” é “apoiar a conversão e actualização de competências de adultos activos”.

SONAE MC aumenta formação dos colaboradores no IPS

A SONAE MC estabeleceu recentemente nova parceria com o IPS, no sentido de aumentar a qualificação dos seus colaboradores, que consistiu na criação do Curso de Técnico Superior Profissional em Gestão Retalhista.

A formação, a ser ministrada na Escola Superior de Ciências Empresariais, “está totalmente focada no desenvolvimento de competências de futuro associadas às novas tecnologias no retalho, ao omnicanal e ao conceito de ‘customer centric’, preparando os alunos para a evolução do negócio do sector”, explica a empresa em comunicado.

Além disso, “a formação permite o aumento das qualificações dos colaboradores com uma escolaridade ao nível do 12.º ano para o grau de Técnico Superior Profissional”.

O curso, que arrancou no passado dia 5, em regime pós-laboral, “com a participação de vinte colaboradores em funções de liderança nas equipas de operações”, tem a duração de um ano, “acrescido de seis meses de estágio”.

De acordo com Vera Rodrigues, ‘Head of People’ da SONAE MC, a formação vai também “valorizar as experiências dos profissionais, já que, por possuírem mais de cinco anos de prática e experiência profissional nesta área de actividade, beneficiarão de um processo de reconhecimento de até 50% da frequência do ciclo de estudos, acelerando a obtenção do respectivo diploma e certificação”.

“Após a conclusão do curso, os formandos ficarão aptos a coordenar e executar actividades associadas à gestão comercial de retalho, apoiando também o planeamento, organização e a direcção das equipas comerciais, desenvolvendo estratégias de comunicação, organização e layout do ponto de venda através da gestão dos recursos de marketing”.

[Fancy_Facebook_Comments language="pt_PT"]
- PUB -

Mais populares

Dirigir o Vitória Futebol Clube no feminino: as mulheres nos actuais órgãos sociais do clube sadino

Sara Ribeiro, Ana Cruz, Dulce Soeiro e Helena Parreira partilham as suas vivências no clube, cujo regresso à I Liga tanto anseiam   Quando questionadas sobre...

António Costa anuncia que Portugal vai pedir à União Europeia que Península de Setúbal passe a ser uma NUT II

O primeiro-ministro diz que a Península de Setúbal está a ser fortemente penalizada por estar integrada na estrutura nominal da AML  

Volkswagen anuncia novo investimento de 500 milhões na Autoeuropa nos próximos cinco anos

Valor vai ser aplicado "em produto, equipamento e infra-estruturas", explicou Alexander Seitz
- PUB -