12 Agosto 2022, Sexta-feira
- PUB -
InícioLocalSetúbalComando Territorial de Setúbal da GNR detém dois sexagenários por branqueamento de...

Comando Territorial de Setúbal da GNR detém dois sexagenários por branqueamento de capitais

Operação mobilizou 121 militares e resultou também na apreensão de 70 veículos e de mais de 25 mil euros

 

- PUB -

Dois homens de 61 e 69 anos foram detidos esta terça-feira pelo Comando Territorial de Setúbal da Guarda Nacional Republicana (GNR) por falsificarem documentos, branqueamento de capitais e usurpação de funções nos concelhos de Almada, Setúbal, Sesimbra, Palmela, Montijo e Alcochete, como em Faro e Vendas Novas (Évora), assim como foram apreendidos 70 veículos.

Em comunicado, a força militar adianta que as detenções dos homens sexagenários foram efectuadas “através do Núcleo de Investigação de Crimes em Acidentes de Viação de Setúbal”, no âmbito de “uma investigação de falsificação de documentos, branqueamento de capitais e usurpação de funções que decorria há nove meses”.

- PUB -

No total, a acção “mobilizou 121 militares da estrutura de investigação criminal dos Comandos Territoriais de Setúbal, Aveiro, Beja, Castelo Branco, Évora, Guarda, Leiria, Lisboa, Portalegre, Porto, Santarém, Viana do Castelo, Vila Real e Viseu, bem como militares dos Destacamentos de Intervenção (DI) de Setúbal e Faro e da Unidade de Intervenção, contando ainda com o apoio da Polícia de Segurança Pública (PSP) e do Instituto Português e da Qualidade (IPQ)”.

No seguimento da referida investigação, a GNR deu “cumprimento a dois mandados de detenção, tendo ainda realizado duas buscas domiciliárias e 30 em empresas e veículos do ramo do transporte de mercadorias, reparação de veículos e transporte colectivo de crianças”.

“Com esta acção foi possível cessar a prática de actividades ilegais, que duravam há cerca de três anos, em território nacional e em Espanha, no que diz respeito à instalação, manipulação, verificação e reparação dos tacógrafos a equipar os veículos sujeitos ao mesmo”, refere a mesma nota.

- PUB -

A operação resultou, ainda, na apreensão de “67 veículos equipados com tacógrafo analógico, três veículos ligeiros utilizados para a actividade dos arguidos, 133 aparelhos de controlo de tacógrafos, um tacógrafo manipulado”.

Foram igualmente confiscados “cinco programadores de tacógrafos, 435 placas de circuitos impressos para serem instalados nos tacógrafos, 16 sensores de movimentos, 84 placas limitadoras de velocidade, 111 placas de selagem de tacógrafos e 184 selos de tacógrafos”.

Também “software de facturação não certificado” foi apreendido pela GNR, assim como “um rolo de arame para selagem dos sensores de movimentos, carimbos para falsificação de documentos, cartas de condução emitidas de forma fraudulenta, dezenas de ferramentas de manipulação de tacógrafos, 25 137 euros em numerário e centenas de documentos diversos, nomeadamente facturas e certificados de verificação”.

Os dois detidos foram hoje presentes ao Tribunal Judicial de Setúbal para aplicação das medidas de coacção.

A concluir, a GNR relembra que “a manipulação e viciação dos tacógrafos, aparelho de controlo destinado a ser instalado a bordo dos veículos rodoviários para indicação, registo e memorização automática ou semiautomática de dados sobre a sua marcha, constitui uma prática de risco no ambiente rodoviário”.

Comentários

- PUB -

Mais populares

PSP de Setúbal sem meios para se deslocar a atropelamento em frente à esquadra

Acidente na Avenida Luísa Tody fez uma vítima de 88 anos

Hospital da Luz Setúbal confirma nova clínica no centro da cidade

Dr. José Ferreira Santos, director clínico do estabelecimento, confirma pólo adicional para aproximar clientes do centro hospitalar

João Martins: “Deixo uma casa com bom nome e reconhecida”

Criou, desenvolveu e consolidou a Escola Profissional do Montijo (EPM). Ao fim de 29 anos e uns pozinhos, o professor decidiu passar o testemunho
- PUB -