4 Agosto 2021, Quarta-feira
- PUB -
Início Local Setúbal Porto sadino aposta no tratamento dos resíduos gerados pelos navios com incentivos...

Porto sadino aposta no tratamento dos resíduos gerados pelos navios com incentivos no tarifário

Medida entra em vigor no início de 2022, com o objectivo de evitar “a eventual descarga indevida no mar”

 

- PUB -

O Porto de Setúbal vai começar a aplicar “incentivos no tarifário” destinado ao “tratamento e valorização integral de todos os tipos de resíduos gerados pelos navios durante as suas jornadas no mar”, no sentido de contribuir para a “redução da poluição dos oceanos”.

Em comunicado, a Administração dos Portos de Setúbal e Sesimbra (APSS) explica que esta medida, a entrar em vigor “já no início de 2022”, pretende evitar “a eventual descarga indevida de resíduos no mar pelos navios”.

A iniciativa, que se “encontra entre as melhores práticas dos portos verdes preocupados com as questões da sustentabilidade e protecção do ambiente” está “também enquadrada nas políticas mais avançadas nacionais e europeias nestas matérias”.

- PUB -

A par desta acção, o porto sadino “está integrado no Projecto Green Award desde 2005, privilegiando navios com elevados padrões de segurança e eficiência ambiental”.

“Os portos de Setúbal e Sesimbra inserem-se em áreas de elevada sensibilidade ecológica. Uma percentagem significativa da área sob jurisdição portuária é constituída por sapais e outras zonas de grande valor ambiental e de biodiversidade, que são protegidas e dedicadas à conservação da natureza”, refere a mesma nota.

Por este motivo, é importante proceder “à manutenção do valor ecológico destas áreas”, que “contribui não apenas para a manutenção do elevado valor paisagístico da zona, mas também para a reposição dos stocks de espécies de interesse comercial e manutenção da biodiversidade”.

- PUB -

Assinalamentos marítimos reforçados com novas boias

Os assinalamentos marítimos no Porto de Setúbal, assim como os de Sesimbra, estão a ser reforçados com a montagem de novas boias e a reparação dos equipamentos já existentes, no âmbito do “Projecto de Melhoria da Acessibilidade Marítima”.

No Porto sadino, “os trabalhos incluem a montagem de cinco novas boiais na zona central do Canal Norte”, assim como “de uma marca de sectores no miradouro da Bela Vista”, num investimento de cerca de 63 mil euros, referiu a APSS em nota de Imprensa.

A empreitada, “a cargo da empresa Ahlers Lindley”, visa “garantir os níveis de excelência na segurança e operacionalidade” da infra-estrutura.

Já em reparação estão “as boias n.º 3 do Canal da Barra, n.º 4 e n.º 6 do Canal Norte e n.º 5 do Canal Sul, numa obra a cargo da empresa Martins & Irmão, no valor de 22 mil e 400 euros”.

No Porto de Sesimbra, por sua vez, foi substituído “o farolim do molhe exterior por um novo equipamento, totalmente autónomo, sem necessidade de recurso à rede de distribuição de energia”.

- PUB -

Mais populares

Chega apresenta candidatos a Setúbal com vontade de fazer história

Cláudio Fonseca, negro e oriundo da Bela Vista, é cabeça-de-lista à Freguesia de São Sebastião. "Prova que no Chega não há racismo"

Moradores na Quinta da Amizade contestam fogos municipais, mas vereador Carlos Rabaçal promete valorização

Na calha pode estar a construção de 268 fogos. Os residentes temem densidade populacional e perderem conforto   Os moradores na Quinta da Amizade, na freguesia...

Península de Setúbal com mais 29 mil pessoas e Litoral Alentejano perde pouco em dez anos

Censos de 2021 indicam que Palmela é o concelho da península que registou maior aumento da população residente. Odemira é o que mais cresce...
- PUB -