21 Junho 2021, Segunda-feira
- PUB -
Início Local Setúbal Instituto Politécnico desenvolve estudo sobre impactos da pandemia na voz dos professores

Instituto Politécnico desenvolve estudo sobre impactos da pandemia na voz dos professores

Investigação desenvolvida com a Sociedade Portuguesa de Terapia da Fala e a Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo

 

- PUB -

O Instituto Politécnico de Setúbal (IPS), através da Escola Superior de Saúde (ESS), encontra-se a analisar quais os impactos que as medidas implementadas na contenção da pandemia estão a deixar na voz dos professores.

A investigação, intitulada “Covid-19: impacto das medidas de mitigação da pandemia na voz do professor”, está a ser desenvolvida em conjunto com a Sociedade Portuguesa de Terapia da Fala (Departamento de Voz) e com a Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo, no Brasil.

Para a realização do estudo, coordenado pela docente Sónia Lima, responsável pela curso de licenciatura em Terapia da Fala na ESS, é necessário os professores darem o seu contributo, através do preenchimento de um questionário.

- PUB -

Em comunicado, o IPS explica que a análise, “que conta também com a colaboração da Escola Superior de Saúde do Instituto Politécnico do Porto, parte do contexto presente de pandemia que, ao longo das suas várias fases, implicou a adaptação do corpo docente a novas formas de leccionar, com consequências, maiores ou menores, num dos seus principais instrumentos de trabalho – a voz”.

Segundo esclarece a investigadora responsável, de acordo com a mesma nota, “as novas realidades de ensino, com o uso de medidas de protecção como as máscaras, podem ter trazido novos factores de risco, sendo importante conhecer qual o seu impacto, para que se possam orientar programas de Intervenção e Promoção de Saúde Vocal junto destes profissionais”.

A voz, utilizada “como instrumento de trabalho” por vários profissionais, é particularmente empregue pelos professores, que são “os que têm maior prevalência de disfonia (perturbação da voz), estando frequentemente expostos ao risco de desenvolver sintomas vocais como rouquidão, soprosidade, fadiga e dificuldade na projecção vocal”, acrescentou Sónia Lima.

- PUB -

Estes sintomas estão “associados a factores como o uso prolongado da voz, ambiente físico de trabalho, hábitos de vida prejudiciais e situações de stress”.

Acesso ao M23 prolongado até quarta-feira

Os interessados em ingressar num curso do IPS através do concurso Maiores de 23 anos (M23) podem fazê-lo até quarta-feira, depois do estabelecimento de ensino ter prolongado a data limite para a submissão de candidaturas, que devem ser enviadas através da internet.

O referido concurso “dirige-se à população que queira “prosseguir estudos e que tenha completado 23 anos até ao dia 31 de Dezembro de 2020, permitindo a candidatura a dezenas de opções em áreas como Engenharia e Tecnologia, Ciências Sociais, Educação e Desporto, Ciências Empresariais e Saúde”, afirmou a instituição em comunicado.

- PUB -

Mais populares

Moradores de cooperativas em Azeitão preocupados com leilão das suas casas

Os moradores da Cooperativa de Habitação e Construção Económica Bairro dos Trabalhadores, em Azeitão, foram recentemente surpreendidos com a informação de que as suas...

Burger King abre este Verão na Quinta Fonte da Prata

Novo espaço vai criar 20 postos de trabalho e terá Drive In disponível   O novo restaurante da cadeia norte-americana Burger King, cuja estrutura encontra-se em...

Nuno Pinto: “Para o ano voltaremos a tentar ainda mais fortes”

“Sem sombra de dúvidas, foi a temporada mais complicada da minha carreira”, afirma.
- PUB -