13 Agosto 2022, Sábado
- PUB -
InícioLocalSetúbalCâmara Municipal analisa dificuldades e desafios no combate à covid-19 em encontro...

Câmara Municipal analisa dificuldades e desafios no combate à covid-19 em encontro virtual

Presidente da autarquia diz ser importante extrair da pandemia lições que disponibiliza para reforço da segurança das populações

 

- PUB -

A Câmara Municipal de Setúbal debateu recentemente, em encontro virtual, as dificuldades e os desafios enfrentados no combate à covid-19, quer na cidade sadina, a nível nacional e até na União Europeia.

“Este é mais um dos contributos que, em Setúbal, quisemos dar para o debate suscitado pela pandemia e pela necessidade de extrairmos dela as lições que disponibiliza, visando o aperfeiçoamento dos sistemas de protecção civil, saúde pública e segurança interna e o reforço da segurança das populações”, revelou a presidente da autarquia, Maria das Dores Meira, na sessão, de acordo com comunicado.

O webinar “covid-19 – da coordenação à resposta na União Europeia”, que decorreu na passada sexta-feira, prosseguiu com a intervenção de Paraskevi Michou, directora-geral da Protecção Civil e das Operações de Ajuda Humanitária Europeias da Comissão Europeia, que “abordou as dificuldades que se colocaram à coordenação e à resposta à crise pandémica”.

- PUB -

Para a responsável, “ninguém estava preparado para enfrentar uma crise deste género”, tendo sido “um grande desafio” conseguir reunir uma equipa de coordenação. Contudo, estabeleceram-se acções de solidariedade entre países, que se fizeram “notar no desafio de conseguir enviar materiais médicos e equipamentos de protecção individual para os países que necessitavam”.

Também Carlos Rabaçal, vereador da Protecção Civil da edilidade setubalense, participou no webinar, no qual destacou a “caminhada” que o concelho tem vindo a fazer, ao ter sido “a primeira autarquia a declarar Situação de Alerta e a accionar o Plano Municipal de Emergência de Protecção Civil”.

“A partir daí, desenvolveu-se um vasto trabalho que envolveu todos os serviços municipais, bem como as cinco juntas de freguesia e outras instituições na distribuição de bens essenciais a quem não podia sair de casa, desinfecção de espaços públicos, criação de locais de alojamento provisório para trabalhadores na área da saúde, apoio a produtores e a empresários e programas culturais para a população, readaptados à realidade pandémica”.

- PUB -

Com moderação de José Luís Zêzere, do Instituto de Geografia e Ordenamento do Território, o encontro contou com mais de sessenta participantes, tendo sido organizado em conjunto com o Centro de Estudos e Intervenção em Protecção Civil, a Universidade de Lisboa e o Instituto Politécnico de Setúbal.

Em seguida deu-se início à mesa redonda “Covid-19 – A resposta nacional – Segurança, Protecção Civil, Saúde e Municípios”. Nesta segunda iniciativa intervieram Carlos Rodrigues, do Instituto de Defesa Nacional, Filipe Froes, coordenador do Gabinete de Crise Covid-19 da Ordem dos Médicos, e André Fernandes, comandante nacional de operações da Autoridade Nacional de Emergência e Protecção Civil (ANEPC).

Comentários

- PUB -

Mais populares

PSP de Setúbal sem meios para se deslocar a atropelamento em frente à esquadra

Acidente na Avenida Luísa Tody fez uma vítima de 88 anos

Hospital da Luz Setúbal confirma nova clínica no centro da cidade

Dr. José Ferreira Santos, director clínico do estabelecimento, confirma pólo adicional para aproximar clientes do centro hospitalar

João Martins: “Deixo uma casa com bom nome e reconhecida”

Criou, desenvolveu e consolidou a Escola Profissional do Montijo (EPM). Ao fim de 29 anos e uns pozinhos, o professor decidiu passar o testemunho
- PUB -