8 Maio 2021, Sábado
- PUB -
Início Local Setúbal Alegria das crianças na reabertura das escolas antecipa Primavera de esperança

Alegria das crianças na reabertura das escolas antecipa Primavera de esperança

Crianças das creches, pré-escolas e 1.º ciclo regressaram às aulas presenciais, depois de praticamente um ano de ensino à distância

 

- PUB -

A cidade de Setúbal, assim como o resto do País, pôde ontem começar a ‘respirar fundo’, ainda que lentamente, com a reabertura das creches, pré-escolar e 1.º ciclo, assim como dos cabeleireiros, livrarias ou bibliotecas, momento que Maria das Dores Meira, presidente da Câmara Municipal de Setúbal, considerou “já pecar por tardio”.

“Não estou a dizer que foi fora do tempo. O que partilho convosco é o desejo que isto acabe. Agora foi um passinho, que nós, com o nosso dever cívico, temos de continuar a tomar, com todas as cautelas, dentro do que são as regras da Direcção-Geral da Saúde”, explicou a autarca, enquanto participava ontem na nova iniciativa da Universidade Sénior de Setúbal, a “UNISETI CONVIDA”.

Para este primeiro dia de aulas presenciais para as crianças até ao 4.º ano de escolaridade, Maria das Dores Meira garantiu, perante 85 participantes, estar “tudo desinfectado, tudo limpo e devidamente arejado”. “O resto, dentro do espaço público, está neste momento a ser limpo e os bancos de jardim já estão todos disponíveis. Estamos a pôr tudo em condições para as pessoas usarem”, acrescentou.

- PUB -

No entanto, e apesar da elevada “pressão” sentida, referiu no encontro que contou, também, com a participação de Francisco Alves Rito, director de O SETUBALENSE, que ainda não é tempo de reabrir os parques infantis. Com Setúbal “a ter uma incidência extremamente baixa”, havendo ontem apenas registo de quatro novos infectados com covid-19, a presidente da autarquia diz só ficar satisfeita “quando não houver um óbito a registar e ninguém nos cuidados intensivos nem nos hospitais”.

Para a obtenção destes resultados, a edil revelou que a Câmara Municipal sadina investiu no último ano mais de um milhão de euros, valor esse atingido através da aquisição “de equipamentos de protecção individual e de álcool-gel para milhares de trabalhadores”, da colocação de materiais de segurança em todos os serviços municipais e do fornecimento de refeições nas escolas de retaguarda.

“Tivemos de pôr equipamentos em mais de 50, como na área da cultura, do desporto e dos serviços administrativos – nos edifícios dos Ciprestes, Sado, Praça de Bocage e Camilo Castelo Branco. Depois, também tivemos gastos com a alimentação. Nesta segunda fase, temos vindo a dar cestos com produtos alimentares e de higiene pessoal. Demos, também, refeições aos filhos de pessoal que está na linha da frente e a carenciados”, esclareceu.

- PUB -

Também “de há um ano a esta parte, a edilidade deixou de receber perto do mesmo valor no que diz respeito a taxas, depois de ter isentado “as bancas dos quatro mercados do pagamento”, assim como “as taxas de ocupação da via pública” e a “ocupação da publicidade”. “Para um município que tem, ainda, dificuldades financeiras e que não tem a sua situação financeira totalmente resolvida, é muito dinheiro”, confessa.

Contudo, nem mesmo estes entraves fizeram parar as obras planeadas. “Não parou nem uma porque os empreiteiros garantiram a sua continuidade. Está tudo a andar. Algumas, inclusive, irão passar para o mandato que vem porque são muito grandes”, referiu.

No que diz respeito à vacinação contra a covid-19, Maria das Dores Meira admitiu não estar a decorrer à velocidade desejada, havendo muita dificuldade em relação à entrega da vacina e à sua distribuição. “Têm estado a chegar, mas muito poucas para as necessidades. Vamos ver se agora no segundo trimestre se o número vai aumentar”.

Até ao momento, praticamente “todos os lares” da cidade estão vacinados e os “surtos quase todos resolvidos”. “Mais de 40% já têm a segunda dose tomada. As forças de segurança estão praticamente vacinadas. Os bombeiros também e, portanto, estão agora a proceder à vacinação do pessoal docente e não-docente, também para termos essa precaução para os nossos meninos estarem mais seguros”, disse.

Balanço é positivo mas regresso à normalidade só com cautela

De uma forma geral, o balanço que Maria das Dores Meira faz do combate à pandemia na cidade de Setúbal é positivo, mas admite que regresso à normalidade deverá apenas ser feito com muita cautela.

“Temos estado a fazer um muito bom trabalho. Há sempre um grupo mais desesperado, mas nós conversávamos ou ia a polícia e as coisas iam rapidamente ao sítio. Na generalidade acho que Setúbal esteve muito bem”, afirmou.

Com 510 alojamentos locais licenciados, a autarca considera que, a nível de turismo, “Setúbal tem todas as condições para reactivar, mas com calma”. “Acho que o Verão será um bocadinho melhor. Quando o bicho se for embora, Setúbal tem tudo para bombar, porque está cada vez mais bonita, cada vez com mais equipamentos”, rematou.

 

 

 

 

- PUB -

Mais populares

Barcos da Transtejo/Soflusa param travessia do Tejo a 20 de Maio

Na reunião de hoje com a administração da empresa, e conforme o que tinha sido decidido em plenário de trabalhadores da semana passada, o...

Sindicato não aceita aumentos de salários propostos pela administração da Autoeuropa

Administração da fábrica da Volkswagen em Palmela quer acordo que prevê aumentos salariais a três anos em função da taxa de inflação, sindicato contesta

Empresa dedicada à comercialização de canábis chega a Setúbal com nova unidade no parque BlueBiz

Espaço servirá para pós-colheita da planta medicinal. Produtora escolheu a cidade sadina “por possuir excelentes acessibilidades e oferecer flexibilidade nas suas instalações”   A empresa Clever...
- PUB -