27 Junho 2022, Segunda-feira
- PUB -
InícioLocalSetúbalEntidade Regional de Turismo vai lançar 'Caminhos de Santiago Alentejo Ribatejo'

Entidade Regional de Turismo vai lançar ‘Caminhos de Santiago Alentejo Ribatejo’

Ceia da Silva realça impacto económico que a iniciativa deverá ter ao nível do turismo religioso nas duas regiões. Álvaro Beijinha aplaude e lembra tradição de Santiago do Cacém na rota utilizada por peregrinos

 

- PUB -

A Entidade Regional de Turismo (ERT) vai lançar, na próxima quarta-feira, 4, o projecto “Caminhos de Santiago Alentejo Ribatejo”, que assenta na sinalização de um itinerário com três percursos diferentes numa extensão total de 1 400 quilómetros que atravessam as duas regiões. A cerimónia vai ter lugar, a partir das 10h00, na Igreja Matriz de Santiago do Cacém.

A rota religiosa utilizada por peregrinos na ligação a Santiago de Compostela, Espanha, passa assim a estar devidamente marcada a sul, no litoral alentejano e no território ribatejano. O projecto, dividido em três caminhos – nascente, central e da raia (fronteira) –, está concluído e será dado a conhecer esta quarta-feira, numa cerimónia que contará com as presenças da secretária de Estado do Turismo, Ana Mendes Godinho, da directora regional de Cultura do Alentejo, Ana Paula Amendoeira, do presidente da Câmara de Santiago do Cacém, Álvaro Beijinha, da Comissária do Jacobeu 2021, do ministro regional da Cultura e Turismo da Galiza, do diretor geral da S.A. e do Dean da Catedral de Santiago de Compostela, além do presidente da ERT, António Ceia da Silva.

O projecto desenvolvido e implementado pela Turismo do Alentejo/Ribatejo visa “resgatar a história e o simbolismo da fé e da espiritualidade para peregrinos e caminhantes, através da oferta de experiências que permitam descobrir paisagens, hábitos e tradições populares, mas sobretudo a vivência do património religioso existente no território”, salienta a ERT.

- PUB -

A cerimónia de lançamento do projecto – que será acompanhada pelos responsáveis máximos das quatro dioceses das regiões – engloba a apresentação do filme promocional e da história dos caminhos, a bênção dos percursos pelo bispo de Beja e dois painéis de debate sob os temas “Os Peregrinos – Desafios e Expectativas” e “Dinamização dos Caminhos – Presente e Futuro”.

Um site bilingue (português e inglês), brochuras, um guia roteiro em cinco idiomas, um mapa multilingue e a credencial do peregrino são outras iniciativas previstas no projecto.

 

- PUB -

Ceia da Silva realça impacto económico

 

António Ceia da Silva classifica o projecto como “bastante estruturante” e destaca o “grande impacto” que o mesmo deverá ter no turismo religioso nas regiões do Alentejo e Ribatejo.

“Vai atrair um novo tipo de turista – diferente daquele que é o peregrino de Fátima – com forte impacto nas dinâmicas económicas dos concelhos e da região”. Desde logo, porque a grande maioria deste tipo de turista pernoita em hotéis e aposta na gastronomia e no comércio local.

Agora segue-se o trabalho no terreno, de implementação e promoção, quer a nível nacional quer internacional, do projecto. Mas, para chegar até aqui, admite, foi preciso cumprir um trajecto muito complexo.

“Foi necessário estabelecer vários acordos com diversas entidades, como dioceses, entre outras. Muitos destes caminhos atravessam muitos concelhos e propriedades privadas e teve de haver uma articulação muito grande com os municípios e os proprietários para que fosse possível. Foi complexo, mas conseguimos”, explica o presidente da Turismo do Alentejo/Ribatejo.

 

Álvaro Beijinha aplaude Turismo do Alentejo

 

Um trabalho que merece o aplauso de Álvaro Beijinha. “A Câmara Municipal de Santiago do Cacém há muito anos que trabalha e se debate pelo reconhecimento dos Caminhos de Santiago a sul”, sublinha o presidente da autarquia, destacando o facto de a Turismo do Alentejo/Ribatejo ter conseguido concretizar o processo de reconhecimento do Caminho de Santiago a sul.

“Estamos a falar de um caminho que tem um cariz religioso, mas que tem uma importância do ponto de vista turístico enorme. Foi com esse sentido que a ERT, e bem, agarrou neste projecto, envolvendo as autarquias, pois só assim se garante o sucesso do mesmo, e neste momento o caminho está todo marcado”, considera o autarca.

“Somos o único município em Portugal com o nome de Santiago, temos vários indicadores históricos e na toponímia, entre outros, que revelam que o Caminho de Santiago passa pelo nosso concelho desde há muitos séculos”, lembra, reforçando que a dinamização do Caminho de Santiago a sul “insere-se, na perfeição, na estratégia que a Câmara Municipal tem vindo a definir ao longo dos últimos anos de promoção do município e do seu território”.

 

Geminação de Santiago do Cacém a Compostela

 

Segundo a Câmara Municipal, este caminho “começou a ser percorrido com a geminação de Santiago do Cacém à cidade de Santiago de Compostela, e com a exposição realizada em 2007 ‘O Caminho Sob as Estrelas’, inaugurada pelo então Presidente da República, Aníbal Cavaco Silva, e organizada em parceria entre o município alentejano, o Governo Regional da Galiza e a Diocese de Beja”.

A autarquia lembra ainda que a região de Santiago do Cacém “possui uma profunda ligação ao culto de Santiago Apóstolo, ao Caminho de Santiago e à Ordem Militar de Santiago de Espada”. “Como via de peregrinação os registos remontam a épocas muito antigas como fazendo parte da via que unia o “Promontório Sacro” – o Cabo de São Vicente – ao Noroeste Peninsular e passava ao longo da planície litoral”, explica o município do litoral alentejano, frisando a concluir que a Igreja Matriz local é ainda hoje um santuário complementar no itinerário para Compostela.

 

 

Antigo hospital de Santiago do Cacém acolhia peregrinos

 

Além de a Igreja Matriz se apresentar como ponto de passagem na ligação a Santiago de Compostela, houve ainda outros locais neste concelho do litoral alentejano que, em tempos idos, integravam o itinerário. “No passado, o antigo Hospital do Espírito Santo, situado em Santiago do Cacém, era local de acolhimento dos peregrinos”, revela a Câmara Municipal de Santiago do Cacém. “Com as invasões francesas, o Caminho de Santiago que passava pelo Alentejo Litoral caiu no esquecimento. Mas, nos nossos dias, o caminho renasceu e a passagem dos peregrinos, sobretudo a pé, a cavalo e de bicicleta, que vêm solicitar na Igreja Matriz de Santiago do Cacém e noutros templos da zona a “Compostelana” (carimbo que atesta a passagem), tem vindo a crescer todos os anos”, resume a autarquia.

 

 

PROGRAMA

 

10h – Sessão de Abertura

Bispo de Beja, D. João Marcos

Presidente da Câmara Municipal de Santiago do Cacém, Álvaro Beijinha

Presidente da ERT Alentejo e Ribatejo, António Ceia da Silva

Ministro Regional da Cultura e Turismo da Galiza, Román Rodriguez

Secretária de Estado do Turismo, Ana Mendes Godinho

 

11h20 – Os “Caminhos de Santiago Alentejo Ribatejo”

O Projeto – ERT Alentejo e Ribatejo, Pedro Beato

Assinatura de Protocolos

 

11h50 – O Filme

Lançamento do Filme Promocional “Caminhos de Santiago Alentejo Ribatejo”

 

12h – A História e a Bênção dos “Caminhos de Santiago Alentejo Ribatejo”

A História – Arcebispo de Évora, D. Francisco Senra Coelho

Bênção dos “Caminhos de Santiago Alentejo Ribatejo” – Bispo de Beja, D. João Marcos

 

12h45 – O Almoço

Almoço Livre

 

14h45 – Painel I

“Dinamização dos Caminhos – Presente e Futuro”.

S.A. de Xestión do Plan Xacobeo – Isaías Calvo de la Uz

Comissão de Certificação dos Caminhos de Santiago – Teresa Ferreira

Federação Portuguesa dos Caminhos de Santiago – Ana Rita Dias

Moderação – Paulo Almeida Fernandes

 

16h – Painel II

“Os Peregrinos – Desafios e Expectativas”.

Associação Espaço Jacobeus – Nuno Pontes

Associação de Peregrinos Via Lusitana – José Luis Sanches

Federação Espanhola das Associações do Caminho de Santiago – Jorge Martinez-Cava

Moderação – Fernando Completo

17h45 – A Experiência do Caminho de Santiago

Percurso do Caminho de Santiago Alentejo Ribatejo.

Encerramento

Comentários

- PUB -

Mais populares

“Queremos ser uma das maiores potências desportivas do distrito de Setúbal”

Tiago Fernandes, presidente do Juventude Sarilhense

Avó e mãe de Jéssica cantaram em programa da TVI enquanto menina estava sequestrada

Família materna da vítima marcou presença em caravana de “Uma Canção Para Ti” na véspera da morte da criança

Menina de três anos morre em caso suspeito de maus tratos pela ama

Criança apresentava ferimentos na boca e nariz e hematomas no corpo. Ama disse que tinha caído de uma cadeira no dia anterior
- PUB -