27 Junho 2022, Segunda-feira
- PUB -
InícioLocalSesimbraMissão Atlantis fecha com palestras a assinalarem Dia Mundial da Localização

Missão Atlantis fecha com palestras a assinalarem Dia Mundial da Localização

Na tarde de ontem, as palestras Ocean Talks, que marcaram o término da Missão Atlantis, preencheram o Cineteatro Municipal João Mota, em Sesimbra, inseridas nas comemorações do Dia Mundial da Localização, assinalado a 21 de Junho.

A ‘Localização’ é um movimento mundial, criado pela cineasta Helena Norberg-Hodge e esta é a primeira vez que Portugal se junta a esta celebração.

- PUB -

Organizadas pela Oceans and Flow, com o apoio da Câmara Municipal, estas conversas, que tiveram a sua primeira edição em 2021, no mesmo local, no âmbito do Programa Atlantis, pretenderam, ao longo de mais de três horas, “chamar a atenção para a importância de agir local” e foram igualmente transmitidas em live streaming.

Com apresentação da actriz Mafalda Matos, nelas participaram sete especialistas convidados de áreas profissionais distintas para partilhar conhecimentos, experiências e inspiração sobre “o poder e a importância de agirmos, consumirmos, aprendermos e criarmos localmente com as comunidades e os recursos locais”.

Arte local, por Andreas Noe, The Trash Traveler, alimentação local, pelo gastronauta Francisco Basílio, educação e consumo local, por Eunice Maia, fundadora da Maria Granel, foram alguns dos temas em debate, sem esquecer a economia local, com Bárbara Leão de Carvalho, da área de marketing regenerativo.

- PUB -

Livia Tirone, curadora e arquitecta, trouxe a arquitectura e urbanismo local ao Cineteatro Municipal João Mota, a par de Virgílio Varela, facilitador de inteligências colectivas, que falou sobre “take action”, e de Joana Campos Silva, da Fashion Makers, que apresentou o tema moda local.

Todas estas intervenções estabelecem ligação a esta comemoração da localização, que se constitui, de acordo com a equipa da Missão Atlantis, “um movimento de resgate da economia para uma escala humana, através da valorização da produção local de bens e serviços necessários a uma comunidade”. Cultivar negócios com recursos locais fortalece, assim, “a coesão das comunidades, promove a saúde e o bem-estar, ao mesmo tempo que diminui o impacto no mundo natural, favorecendo a regeneração”.

Comentários

- PUB -

Mais populares

“Queremos ser uma das maiores potências desportivas do distrito de Setúbal”

Tiago Fernandes, presidente do Juventude Sarilhense

Avó e mãe de Jéssica cantaram em programa da TVI enquanto menina estava sequestrada

Família materna da vítima marcou presença em caravana de “Uma Canção Para Ti” na véspera da morte da criança

Menina de três anos morre em caso suspeito de maus tratos pela ama

Criança apresentava ferimentos na boca e nariz e hematomas no corpo. Ama disse que tinha caído de uma cadeira no dia anterior
- PUB -