16 Maio 2022, Segunda-feira
- PUB -
InícioLocalSesimbraClube Sesimbrense reabre com nova dinâmica cultural e criativa aos 169 anos

Clube Sesimbrense reabre com nova dinâmica cultural e criativa aos 169 anos

Sessão solene “fora da caixa” marcou a apresentação do novo projecto do Grémio

 

- PUB -

Na semana em que comemorou os seus 169 anos de existência, o Clube Sesimbrense voltou a abrir portas ao público no sábado, dia 5, com nova cara, corpos sociais jovens e um futuro assente no desenvolvimento social através da cultura.

A mais antiga associação cultural e recreativa em funcionamento em Portugal e um dos principais pontos de encontro dos sesimbrenses centra-se agora na produção cultural e na promoção da criatividade através da arte, da partilha de conhecimentos e da reflexão.

De acordo com a actual direcção, que segue a máxima de colectivo em que todos os seus elementos são “igualmente presidentes”, o objectivo passa por transformar o Grémio, como é conhecido, num gerador de projectos artísticos, sociais e ambientais e criador de sinergias de âmbito local, nacional e internacional.

- PUB -

A sessão solene de sábado, que contou com a presença de sócios e de membros de antigas direcções do clube, foi exemplo disto mesmo, com a companhia de teatro Sui Generis a dinamizar animação num momento “fora da caixa”, desenvolvido em torno de um jogo de cartas, em que a direcção da colectividade e os representantes das autarquias locais se sentaram à mesa e fizeram as suas intervenções à medida que a partida ia avançando.

Sara Pereira, em representação da nova direcção do Clube Sesimbrense, começou por destacar a componente de “reflexão, consciencialização e partilha” que pretendem que o espaço volte a ter.

“Queremos que seja um espaço de criação, ligado à arte e à criatividade, com residências artísticas, oficinas, exposições, com a escola de música, a principal vocação do Grémio, aulas de dança, entre outros”, referiu, para depois lembrar a importância das parcerias estabelecidas neste sentido, com a companhia de teatro Sui Generis, o projecto Família +, os Sesimbrotes e com a entidade gestora do café do espaço, “um ponto muito importante nesta dinâmica que mantém o espaço aberto para poder receber as pessoas”.

- PUB -

A actual direcção acredita “que nos corações dos sesimbrenses o Grémio manteve sempre um espaço muito importante e todos têm uma ligação ao sítio em algum momento da sua vida”. Sente, por isso, “uma grande responsabilidade em manter viva esta associação tão importante para Sesimbra e igualmente uma grande honra em fazê-lo”.

“Com 169 anos de história, é incrível que este clube se mantenha, as pessoas têm mesmo amor e uma ligação forte a esta casa, que pretendemos manter para que daqui a 30 anos sejam os nossos filhos a estar aqui”.

Rumo ao futuro, a construir em rede

A João Narciso, presidente da Assembleia Municipal de Sesimbra, coube a carta número 7 com a palavra futuro. “Falar de futuro numa casa que acaba de assinalar os seus 169 anos não deixa de ser desafiante”, referiu, considerando que “numa comunidade como esta, do concelho mas especialmente na freguesia de Santiago, muito do futuro também depende das colectividades como ponto de encontro. Têm neste regresso à normalidade um papel fundamental na reaproximação das pessoas e na vida em sociedade”.

“Construir em rede” foi, de seguida, o mote para a intervenção de Francisco de Jesus, presidente da Câmara Municipal de Sesimbra, que começou por elogiar a forma “fora da caixa” como se realizou a sessão comemorativa do aniversário: “Penso que é esse o grande objectivo do Grémio, de todos nós, autarcas e associações. Temos de trabalhar para o futuro da cultura, com uma cultura participada”.

No seu entender, “com toda a valorização ao trajecto que o Grémio e as pessoas que dele fizeram parte até aos dias de hoje têm, temos hoje um conjunto de jovens que querem de facto ter esta cultura participada, fora da caixa, experimental, diferente”.

Laura Correia, presidente da Junta de Freguesia do Castelo, destacou: “A honra que é termos a associação com mais anos no concelho no território da nossa freguesia, a felicidade por Sara Pereira ser mais um elemento do sexo feminino a desempenhar as funções de presidente e a boa vontade por parte da Junta de Freguesia em colaborar”.

Nas suas palavras, “quem fundou esta colectividade não iria pensar que todo este tempo depois estaria com esta vitalidade, com corpos sociais jovens e várias gerações presentes neste momento, sem divisão de gerações nem de tipos de arte” e isso “é muito bom e muito enriquecedor”.

Comentários

- PUB -

Mais populares

Igor Khashin e Yulia Khashina: “O nosso trabalho de 20 anos foi destruído num dia”

Casal russo que está no centro da polémica com o acolhimento de refugiados ucranianos em Setúbal responde a todas as perguntas

“A Judiciária que investigue, não temos nada a esconder”

Igor Khashin e Yulia Khashina falam pela primeira vez após o inicio da polémica

Matias Damásio a abrir com The Gift pelo meio e Dulce Pontes a fechar as Festas de São Pedro

Calendário das três actuações está definido. Depois de dois anos de interregno, a tradição volta a ser o que era
- PUB -