3 Outubro 2022, Segunda-feira
- PUB -
InícioLocalSesimbraBazar da Bagageira regressa à Moagem de Sampaio no 1.º domingo do...

Bazar da Bagageira regressa à Moagem de Sampaio no 1.º domingo do mês

Com organização da Junta do Castelo, a ideia passa por criar um pequeno bazar, onde, num ambiente informal, qualquer pessoa pode escoar artigos

 

- PUB -

No primeiro domingo de cada mês, na parte da manhã, entre as 09h30 e as 13h30, a zona de estacionamento da Moagem de Sampaio recebe o Bazar da Bagageira, ponto de troca de artigos em segunda mão ou reciclados, sendo as vendas ou trocas realizadas na bagageira do carro participante na iniciativa.

Com organização da Junta de Freguesia do Castelo, a ideia passa por criar um pequeno bazar, onde, num ambiente informal, qualquer pessoa possa escoar roupa, acessórios, livros, brinquedos, pequeno mobiliário, artigos de decoração ou peças recicladas a preços acessíveis promovendo, ao mesmo tempo, uma nova atitude em relação aos artigos em segunda mão.

Entre os objectivos da iniciativa estão igualmente a criação de oportunidades para encontrar artigos a um valor mais acessível e promover a protecção do ambiente, evitando excessos de produção e contribuindo em simultâneo para a sustentabilidade do planeta e até mesmo dos orçamentos familiares.

- PUB -

Não é permitida, neste certame, a exposição, compra, venda ou troca de produtos alimentares, bebidas, alcoólicas ou outras, animais, vivos ou mortos, medicamentos, sucatas ou outros produtos que não se adequem ao intuito da iniciativa ou cuja venda e exposição estejam interditas por lei.

Comentários

- PUB -

Mais populares

Transportes em Setúbal: “Isto não está mau. Está péssimo!”

Reuniões com a população expõem drama de grandes dimensões contado em testemunhos trágico-cómicos

Alsa Todi não verá mais um cêntimo de Palmela se não cumprir o contrato

Município está indisponível para continuar a financiar o sistema e reclama à TML a aplicação de penalidades à operadora

Acidente de trabalho com um reboque faz um morto e um ferido

Vitimas estavam a trabalhar debaixo da estrutura que lhes caiu em cima
- PUB -