2 Dezembro 2021, Quinta-feira
- PUB -
InícioLocalSesimbraCâmara Municipal de Sesimbra vai ter gestão partilhada entre CDU e PS

Câmara Municipal de Sesimbra vai ter gestão partilhada entre CDU e PS

Francisco Jesus vai atribuir pelouros à vereação socialista. CDU agarra Assembleia Municipal com João Narciso a suceder a Odete Graça

 

- PUB -

O executivo da Câmara Municipal de Sesimbra vai ter gestão partilhada entre CDU e PS neste novo mandato 2021-2025. O SETUBALENSE apurou que Francisco Jesus, (re)eleito presidente da autarquia pela CDU, vai atribuir pelouros à vereação socialista, depois de consumado um acordo entre eleitos destas duas forças políticas mais votadas nas autárquicas do passado dia 26 – CDU e PS conquistaram três mandatos cada. Fora das contas (leia-se, sem pelouros) fica o Chega, que fecha a composição do executivo com um vereador eleito.

Será já na próxima sexta-feira, na primeira reunião deste órgão colegial, que se ficará a conhecer que e quais as pastas que Francisco Jesus assumirá bem como as que delegará pela vereação das duas forças políticas, numa solução que visa a estabilidade governativa.

Na última segunda-feira, no Cineteatro Municipal João Mota, teve lugar a cerimónia de instalação dos novos órgãos municipais (Câmara e Assembleia Municipal), com o líder do executivo camarário a apontar as prioridades para os próximos quatro anos.

- PUB -

Após ter tomado posse, Francisco Jesus assinalou o início de mais uma etapa que antevê “de grande trabalho, por forma a dar continuidade ao ciclo de investimentos, à retoma do desenvolvimento económico e social e ao crescimento do concelho”.

Isto tendo em conta a “renovada confiança” que a CDU recebeu do eleitorado “com vitórias na Câmara e Assembleia Municipal e maiorias nas freguesias de Santiago e Castelo”, além do “triunfo do PS na freguesia da Quinta do Conde”. 

Francisco Jesus apontou a mobilidade como um dos principais eixos de actuação para os próximos quatro anos. Fotografia de Maria Martins.

“Significa que a maioria dos eleitores que votaram para a Câmara Municipal continuam a confiar no trabalho da CDU, na qualidade e no seu projecto.

- PUB -

Contudo, a governação municipal nos diversos órgãos far-se-á num novo quadro de correlação de forças e em novas condições, que exigirá de todos os eleitos um enorme sentido de responsabilidade, novas formas de relacionamento e uma postura construtiva e de grande rigor na gestão”, disse.

Mobilidade e habitação pública

O autarca apontou a mobilidade como um dos principais eixos de actuação, “com o reforço das condições para implementação de meios e modos de mobilidade suave no concelho, a entrada em funcionamento da nova operação de transportes públicos rodoviários e a nova marca Carris Metropolitana” que, sublinhou, “irá revolucionar a mobilidade dentro do município e entre municípios da Área Metropolitana de Lisboa”.

Na nova aposta da autarquia em mobilidade, destacou ainda “a nova carreira urbana da Quinta do Conde, a criação do novo percurso directo à estação de Coina e o reforço substancial das frequências da carreira Quinta do Conde-Sesimbra”.

A criação de mais habitação pública, intervenções em equipamentos e espaços públicos, a conclusão da unidade de saúde de Sesimbra, bem como o início da construção da nova unidade de saúde na Quinta do Conde, foram outras das apostas focadas por Francisco Jesus como parte do futuro de Sesimbra, sem esquecer a conclusão da ampliação da Escola Navegador Rodrigues Soromenho, a implementação do Centro de Conhecimento da Vida Marítima, a reabilitação do Santuário do Cabo Espichel, a sustentabilidade, o turismo, a organização do território e a promoção dos produtos e produtores locais, nomeadamente da agricultura e da pesca, que assumem, no seu entender, “particular relevância no desenvolvimento económico do concelho e na sua diferenciação”.

CDU com Assembleia Municipal

De seguida tomaram posse os novos eleitos para a Assembleia Municipal e realizou-se a primeira sessão deste órgão deliberativo, marcada pela eleição da respectiva mesa, por votação uninominal para cada lugar (presidente, 1.º secretário e 2.º secretário).

A mesa ficou entregue a membros da CDU, com João Narciso como presidente – teve 11 votos a favor e 12 em branco, ao passo que Sérgio Faias (PS) contabilizou um voto –, Álvaro Monteiro como 1.º secretário e Sónia Lopes como 2.º secretário.

“Tudo farei para corresponder, trabalhando e contando sempre com todos, estabelecendo pontes e pontos de convergência, respeitando as diferenças, numa atitude democrática, característica e marca daquela que conhecemos e queremos que assim continue como a casa da democracia”, afirmou João Narciso, para depois saudar “os que pela primeira vez integram o órgão”.

“Estou em crer que estas novas visões trarão novos contributos ao seu funcionamento, valorizando desse modo a nossa condição de eleitos como representantes das populações de Santiago, Castelo e Quinta do Conde”, frisou o novo presidente da Assembleia Municipal. 

A cerimónia de instalação dos novos órgãos municipais iniciou-se com a saudação às bandeiras das freguesias, do município, da Europa e de Portugal, pelos alunos dos cinco agrupamentos de escolas que participaram na Assembleia Municipal de Jovens e pela Guarda de Honra dos Bombeiros Voluntários de Sesimbra, acompanhada por um apontamento musical interpretado por Nuno Reis.

“Este é um acto vivo, institucional, presencial, que marca um novo ciclo de trabalho para todos os candidatos eleitos e eleitas. Desejo que o próximo ciclo autárquico que marca uma nova página na história da vida de todos os sesimbrenses seja assumido na base do respeito e em espírito de sã convivência democrática”, disse Odete Graça, presidente da Assembleia Municipal cessante, antes da tomada de posse do executivo da Câmara Municipal.

Composição Novo executivo tricolor com CDU, PS e Chega

O novo executivo camarário é agora tricolor, já que passou a ser composto por três eleitos da CDU, três do PS e um do Chega. Francisco Jesus mantém, para a CDU, a presidência da Câmara Municipal de Sesimbra, e é acompanhado por Felícia Costa e José Polido, eleitos vereadores também pela coligação.

A vereação é ainda composta por Nélson Pólvora, Argentina Marques e Alfredo Fernandes, eleitos pelo PS, e Márcio Oliveira, pelo Chega. A CDU, força política mais votada nas eleições do passado dia 26, obteve 34,30 % dos votos, o PS registou 30,93 % e o Chega 9,33%.

[Fancy_Facebook_Comments language="pt_PT"]
- PUB -

Mais populares

Dirigir o Vitória Futebol Clube no feminino: as mulheres nos actuais órgãos sociais do clube sadino

Sara Ribeiro, Ana Cruz, Dulce Soeiro e Helena Parreira partilham as suas vivências no clube, cujo regresso à I Liga tanto anseiam   Quando questionadas sobre...

António Costa anuncia que Portugal vai pedir à União Europeia que Península de Setúbal passe a ser uma NUT II

O primeiro-ministro diz que a Península de Setúbal está a ser fortemente penalizada por estar integrada na estrutura nominal da AML  

Volkswagen anuncia novo investimento de 500 milhões na Autoeuropa nos próximos cinco anos

Valor vai ser aplicado "em produto, equipamento e infra-estruturas", explicou Alexander Seitz
- PUB -