29 Setembro 2022, Quinta-feira
- PUB -
InícioLocalSesimbraCâmara Municipal de Sesimbra vai ter gestão partilhada entre CDU e PS

Câmara Municipal de Sesimbra vai ter gestão partilhada entre CDU e PS

Francisco Jesus vai atribuir pelouros à vereação socialista. CDU agarra Assembleia Municipal com João Narciso a suceder a Odete Graça

 

- PUB -

O executivo da Câmara Municipal de Sesimbra vai ter gestão partilhada entre CDU e PS neste novo mandato 2021-2025. O SETUBALENSE apurou que Francisco Jesus, (re)eleito presidente da autarquia pela CDU, vai atribuir pelouros à vereação socialista, depois de consumado um acordo entre eleitos destas duas forças políticas mais votadas nas autárquicas do passado dia 26 – CDU e PS conquistaram três mandatos cada. Fora das contas (leia-se, sem pelouros) fica o Chega, que fecha a composição do executivo com um vereador eleito.

Será já na próxima sexta-feira, na primeira reunião deste órgão colegial, que se ficará a conhecer que e quais as pastas que Francisco Jesus assumirá bem como as que delegará pela vereação das duas forças políticas, numa solução que visa a estabilidade governativa.

Na última segunda-feira, no Cineteatro Municipal João Mota, teve lugar a cerimónia de instalação dos novos órgãos municipais (Câmara e Assembleia Municipal), com o líder do executivo camarário a apontar as prioridades para os próximos quatro anos.

- PUB -

Após ter tomado posse, Francisco Jesus assinalou o início de mais uma etapa que antevê “de grande trabalho, por forma a dar continuidade ao ciclo de investimentos, à retoma do desenvolvimento económico e social e ao crescimento do concelho”.

Isto tendo em conta a “renovada confiança” que a CDU recebeu do eleitorado “com vitórias na Câmara e Assembleia Municipal e maiorias nas freguesias de Santiago e Castelo”, além do “triunfo do PS na freguesia da Quinta do Conde”. 

Francisco Jesus apontou a mobilidade como um dos principais eixos de actuação para os próximos quatro anos. Fotografia de Maria Martins.

“Significa que a maioria dos eleitores que votaram para a Câmara Municipal continuam a confiar no trabalho da CDU, na qualidade e no seu projecto.

- PUB -

Contudo, a governação municipal nos diversos órgãos far-se-á num novo quadro de correlação de forças e em novas condições, que exigirá de todos os eleitos um enorme sentido de responsabilidade, novas formas de relacionamento e uma postura construtiva e de grande rigor na gestão”, disse.

Mobilidade e habitação pública

O autarca apontou a mobilidade como um dos principais eixos de actuação, “com o reforço das condições para implementação de meios e modos de mobilidade suave no concelho, a entrada em funcionamento da nova operação de transportes públicos rodoviários e a nova marca Carris Metropolitana” que, sublinhou, “irá revolucionar a mobilidade dentro do município e entre municípios da Área Metropolitana de Lisboa”.

Na nova aposta da autarquia em mobilidade, destacou ainda “a nova carreira urbana da Quinta do Conde, a criação do novo percurso directo à estação de Coina e o reforço substancial das frequências da carreira Quinta do Conde-Sesimbra”.

A criação de mais habitação pública, intervenções em equipamentos e espaços públicos, a conclusão da unidade de saúde de Sesimbra, bem como o início da construção da nova unidade de saúde na Quinta do Conde, foram outras das apostas focadas por Francisco Jesus como parte do futuro de Sesimbra, sem esquecer a conclusão da ampliação da Escola Navegador Rodrigues Soromenho, a implementação do Centro de Conhecimento da Vida Marítima, a reabilitação do Santuário do Cabo Espichel, a sustentabilidade, o turismo, a organização do território e a promoção dos produtos e produtores locais, nomeadamente da agricultura e da pesca, que assumem, no seu entender, “particular relevância no desenvolvimento económico do concelho e na sua diferenciação”.

CDU com Assembleia Municipal

De seguida tomaram posse os novos eleitos para a Assembleia Municipal e realizou-se a primeira sessão deste órgão deliberativo, marcada pela eleição da respectiva mesa, por votação uninominal para cada lugar (presidente, 1.º secretário e 2.º secretário).

A mesa ficou entregue a membros da CDU, com João Narciso como presidente – teve 11 votos a favor e 12 em branco, ao passo que Sérgio Faias (PS) contabilizou um voto –, Álvaro Monteiro como 1.º secretário e Sónia Lopes como 2.º secretário.

“Tudo farei para corresponder, trabalhando e contando sempre com todos, estabelecendo pontes e pontos de convergência, respeitando as diferenças, numa atitude democrática, característica e marca daquela que conhecemos e queremos que assim continue como a casa da democracia”, afirmou João Narciso, para depois saudar “os que pela primeira vez integram o órgão”.

“Estou em crer que estas novas visões trarão novos contributos ao seu funcionamento, valorizando desse modo a nossa condição de eleitos como representantes das populações de Santiago, Castelo e Quinta do Conde”, frisou o novo presidente da Assembleia Municipal. 

A cerimónia de instalação dos novos órgãos municipais iniciou-se com a saudação às bandeiras das freguesias, do município, da Europa e de Portugal, pelos alunos dos cinco agrupamentos de escolas que participaram na Assembleia Municipal de Jovens e pela Guarda de Honra dos Bombeiros Voluntários de Sesimbra, acompanhada por um apontamento musical interpretado por Nuno Reis.

“Este é um acto vivo, institucional, presencial, que marca um novo ciclo de trabalho para todos os candidatos eleitos e eleitas. Desejo que o próximo ciclo autárquico que marca uma nova página na história da vida de todos os sesimbrenses seja assumido na base do respeito e em espírito de sã convivência democrática”, disse Odete Graça, presidente da Assembleia Municipal cessante, antes da tomada de posse do executivo da Câmara Municipal.

Composição Novo executivo tricolor com CDU, PS e Chega

O novo executivo camarário é agora tricolor, já que passou a ser composto por três eleitos da CDU, três do PS e um do Chega. Francisco Jesus mantém, para a CDU, a presidência da Câmara Municipal de Sesimbra, e é acompanhado por Felícia Costa e José Polido, eleitos vereadores também pela coligação.

A vereação é ainda composta por Nélson Pólvora, Argentina Marques e Alfredo Fernandes, eleitos pelo PS, e Márcio Oliveira, pelo Chega. A CDU, força política mais votada nas eleições do passado dia 26, obteve 34,30 % dos votos, o PS registou 30,93 % e o Chega 9,33%.

Comentários

- PUB -

Mais populares

Transportes em Setúbal: “Isto não está mau. Está péssimo!”

Reuniões com a população expõem drama de grandes dimensões contado em testemunhos trágico-cómicos

Autoeuropa com legionella não pára produção nem avisa trabalhadores

Empresa diz que nenhuma pessoa foi infectada e que está a cumprir a lei

“Reunião” dos bombeiros acaba à chapada e ao pontapé com a PSP a ser chamada ao quartel [corrigida]

Demissões na direcção culminaram com agressões físicas entre bombeiros, entre directores, e entre bombeiros e dirigentes
- PUB -