4 Agosto 2021, Quarta-feira
- PUB -
Início Local Sesimbra Programa Atlantis vai continuar a promover a literacia do oceano em Sesimbra

Programa Atlantis vai continuar a promover a literacia do oceano em Sesimbra

A primeira edição termina dia 24, com o workshop “de corpo e alga”

 

- PUB -

O programa Atlantis, projecto educativo para jovens que combina mergulho livre com ecologia profunda e desenvolvimento humano, no oceano e na comunidade, está a promover, desde Março, a literacia do oceano junto dos 470 alunos da Escola Básica Navegador Rodrigues Soromenho e da comunidade sesimbrense.

Entre sessões de freediving, limpezas de praia e palestras, o programa termina no próximo dia 24 com o workshop “de corpo e alga”, que pretende ensinar a incluir algas na dieta alimentar e se encontra aberto à comunidade no geral.

“Este é um programa de literacia do oceano que capacita os alunos no sentido de saberem como podem no dia-a-dia, nas suas várias acções, cuidar do mar. Torna-os guardiões do mar”, começa por dizer Violeta Lapa, fundadora da Oceans and Flow e uma das educadoras subaquáticas responsáveis pela idealização do Programa Atlantis, a par de Cris Santos, a O SETUBALENSE.

- PUB -

“Grande parte da nossa equipa vive em Sesimbra. Conhecemos muito bem a região, também das práticas que fazemos aqui, mergulhos e outras experiências aquáticas, enquanto Oceans and Flow, há cerca de cinco anos e por isso foi apenas necessário focalizar essas actividades para os jovens”, adianta.

A primeira edição do programa, que surgiu depois da expedição “Açores Atlantis 2019”, realizada pela Oceans and Flow, tem como participantes 21 alunos do 8.º ano da Escola Básica Navegador Rodrigues Soromenho mas todos os 470 alunos da instituição e a comunidade local beneficiam da implementação do projecto que foi apresentado à UNESCO em Fevereiro.

O projecto está a ser promovido junto dos 470 alunos da EB Navegador Rodrigues Soromenho e da comunidade

- PUB -

Como base metodológica, o programa tem o jogo Oásis, ferramenta de desenvolvimento humano e social, dinamizado por Virgílio Varela, “que ajuda grupos a realizar sonhos colectivos e neste caso juntou os alunos com várias pessoas da vila a fim de trazer mais consciência em relação ao cuidado com o mar de Sesimbra e no geral”.

Por seu turno, o freediving consiste na iniciação ao mergulho em apneia a fim de desenvolver capacidades físicas e mentais e conhecer em simultâneo a biodiversidade marinha, e a ecologia profunda, “enquanto visão da interdependência de todos os seres e a noção de que não existe separação entre natureza e seres humanos”, é o terceiro pilar do programa.

Neste sentido, Violeta Lapa partilha que este é o conceito base de todo o trabalho desenvolvido pela Oceans and Flow e considera que “a missão do programa de convidar as pessoas a entrar nesta onda de transformação já está a acontecer e não só com os alunos, muito entusiasmados e envolvidos, mas também com os 36 parceiros e a comunidade no seu todo”.

Em Outubro e Novembro, a avenida 25 de Abril, na marginal de Sesimbra, recebe a exposição do programa, com fotografias dos vários momentos Atlantis numa galeria ao ar livre. Nessa altura, será também lançado um documentário sobre esta primeira edição do programa que pretende continuar por terras e águas sesimbrenses.

Futuro faz-se em Sesimbra

“Estamos a focar o programa para continuar a ser implementado com os jovens do 8.º ano da Escola Básica Navegador Rodrigues Soromenho”, refere, adiantando que “de futuro temos intenção que chegue a mais turmas. A instituição faz parte da Rede Escola Azul, que nos tem apoiado desde o começo e que promove iniciativas de literacia do oceano em escolas de todo país e agora além fronteiras”.

Para o futuro, pretendem aprofundar as relações com os parceiros do programa e “ dar a possibilidade de este conhecimento na prática ser vivenciado por mais pessoas”.

Violeta Lapa explica ainda que estão “nessa fase de dar um salto, aumentar a estrutura, uma vez que somos ainda uma equipa pequena para o tamanho que o programa Atlantis já é”, consigo e Cris Santos a coordenar 60 pessoas. “Sesimbra é o local onde queremos continuar a estar e a mostrar a beleza deste parque marinho e como devemos cuidar dele, é a localização perfeita para ter implementado e para dar continuidade a este programa”, remata.

- PUB -

Mais populares

Chega apresenta candidatos a Setúbal com vontade de fazer história

Cláudio Fonseca, negro e oriundo da Bela Vista, é cabeça-de-lista à Freguesia de São Sebastião. "Prova que no Chega não há racismo"

Moradores na Quinta da Amizade contestam fogos municipais, mas vereador Carlos Rabaçal promete valorização

Na calha pode estar a construção de 268 fogos. Os residentes temem densidade populacional e perderem conforto   Os moradores na Quinta da Amizade, na freguesia...

Península de Setúbal com mais 29 mil pessoas e Litoral Alentejano perde pouco em dez anos

Censos de 2021 indicam que Palmela é o concelho da península que registou maior aumento da população residente. Odemira é o que mais cresce...
- PUB -