25 Janeiro 2022, Terça-feira
- PUB -
InícioLocalSesimbraPartido Ecologista Os Verdes defende novo centro de saúde na Quinta do...

Partido Ecologista Os Verdes defende novo centro de saúde na Quinta do Conde

Os deputados Mariana Silva e José Luís Ferreira do Partido Ecologista Os Verdes entregaram, na Assembleia da República, um projecto de resolução que visa recomendar ao Governo que proceda o mais rapidamente possível ao lançamento do procedimento para que seja construído o novo centro de saúde da Quinta do Conde.

- PUB -

Em terrenos já cedidos pela autarquia, “dotado de recursos humanos e materiais, para a devida prestação de cuidados de saúde à população”, o partido sugere que se crie um serviço de urgência básica na Quinta do Conde que funcione entre as 20h00 e as 08h00 e que se proceda à atribuição de médico de família a toda a população da freguesia.

“A freguesia da Quinta do Conde é, das três freguesias que compõem o concelho de Sesimbra, a freguesia mais jovem, mas é também a mais numerosa e aquela que mais tem crescido a um ritmo acelerado”, dizem.

Tal tem “obrigado a autarquia a um esforço constante e concertado no sentido de que o reforço no investimento das infra-estruturas possa acompanhar o ritmo de desenvolvimento e crescimento do território por forma a que os cidadãos não fiquem desprovidos dos serviços mínimos obrigatórios e aos quais têm direito”.

- PUB -

Estima-se que na freguesia da Quinta do Conde existam cerca de 33 mil habitantes, dos quais só perto de 16 mil terão médico de família, o que significa que mais de 50% da população não tem qualquer assistência médica. No entender do partido Os Verdes, as instalações do actual centro de saúde quintacondense “não asseguram os devidos cuidados de saúde à população”.

“Segundo dados do portal do SNS, a USF Conde Saúde tem sete médicos, sete enfermeiros, quatro secretários clínicos, nove internos e 12 mil e 651 utentes inscritos. A UCSP Quinta do Conde tem quatro médicos, cinco enfermeiros, seis secretários clínicos, quatro assistentes operacionais e 9 mil e 393 utentes inscritos, dos quais 4 mil e 156 não possuem médico de família”.

Face a estes números, defendem ser “inegável que para a devida prestação de cuidados de saúde à população da freguesia da Quinta do Conde, assegurando igualmente a atribuição de médico de família a todos os utentes, são necessários mais profissionais de saúde, que as actuais instalações do centro de saúde da Quinta do Conde não tem capacidade para acolher, pelo que é urgente a construção de um novo centro de saúde”.

- PUB -

No projecto de resolução, pode ainda ler-se que “existe uma candidatura aprovada ao POR Lisboa 2020, para a construção desta nova Unidade de Saúde, de mais de um milhão de euros comparticipados a 50%, e a demora no lançamento do procedimento põe em risco os fundos comunitários”.

Tal situação foi também recentemente referida por Francisco Jesus, presidente da Câmara Municipal de Sesimbra, durante a apresentação pública da nova unidade de saúde de Sesimbra, na qual assegurou que “a construção de uma nova Unidade de Saúde Familiar na Quinta do Conde será a próxima batalha do município”.

Comentários

- PUB -

Mais populares

Duas das crianças feridas em acidente rodoviário em Palmela em estado grave

O sinistro envolveu três veículos ligeiros e obrigou ao corte de trânsito na EN 5 por mais de três horas

Morreu uma das crianças feridas em colisão automóvel no concelho de Palmela 

Menino tinha cinco anos e havia sido transportado no helicóptero do INEM para o Hospital de Santa Maria. Ontem acabou por não resistir aos ferimentos

MP acusa médico do Centro Hospitalar de Setúbal de homicídio por negligência em caso de morte de bebé num parto

Os factos ocorreram no dia 06 de Fevereiro de 2018, nos serviços de urgência de obstetrícia e estão relacionados com o parto de um feto morto
- PUB -