12 Junho 2024, Quarta-feira

- PUB -
Plano Municipal de Emergência e Protecção Civil do Seixal em debate esta quarta-feira

Plano Municipal de Emergência e Protecção Civil do Seixal em debate esta quarta-feira

Plano Municipal de Emergência e Protecção Civil do Seixal em debate esta quarta-feira

Sessão aberta a toda a população no auditório dos Serviços Centrais da Câmara Municipal

O Plano Municipal de Emergência e Protecção Civil do Seixal, que está em consulta pública até 17 de Junho, vai estar em debate em mais uma sessão do Fórum Seixal + na próxima quinta-feira, 13 de Junho, pelas 21h00, no auditório dos Serviços Centrais da Câmara Municipal do Seixal. Uma sessão aberta à população em geral, como sempre acontece nestes fóruns, e que tem como tema “Todos somos Protecção Civil – Saiba o que fazer para se proteger e à sua família em caso de acidente grave ou catástrofe”.  

- PUB -

“Este plano é um instrumento que define os riscos do município e os procedimentos a seguir pela população para minimizar as consequências” em caso de acidente, fogo ou catástrofe natural, avança o presidente da Câmara Municipal do Seixal. Para Paulo Silva é assim “importante a participação não só dos agentes envolvidos no processo, mas também da população em geral pois os seus eventuais contributos poderão ajudar a enriquecer o futuro documento”.

O Plano Municipal de Emergência e Protecção Civil é elaborado de acordo com as directivas emanadas pela Comissão Nacional de Protecção Civil, em que estão expressos um conjunto de medidas, normas, procedimentos e missões.

Explica a autarquia que este plano tem como objectivo “organizar, orientar, facilitar, agilizar e uniformizar as acções necessárias à resposta decorrente de um acidente grave ou catástrofe”.

- PUB -

Para isso, o documento deve ser “simples, flexível, dinâmico e adequado às características locais, antecipando cenários que possam desencadear um acidente grave ou catástrofe e definindo a estrutura organizacional e os procedimentos para preparação e aumento da capacidade de resposta à emergência”, , e minimizar as suas consequências.

Partilhe esta notícia
- PUB -

Notícias Relacionadas

- PUB -
- PUB -