12 Junho 2024, Quarta-feira

- PUB -
GNR detém dois suspeitos de tráfico no Seixal e apreende 1.679 doses de haxixe

GNR detém dois suspeitos de tráfico no Seixal e apreende 1.679 doses de haxixe

GNR detém dois suspeitos de tráfico no Seixal e apreende 1.679 doses de haxixe

Os detidos foram constituídos arguidos e saíram em liberdade, sob termo de identidade e residência

 

Dois homens, de 26 e 29 anos, foram detidos pela GNR pelo crime de tráfico de estupefacientes, tendo os militares apreendido 1.679 doses de haxixe, no concelho de Seixal, revelou aquela força de segurança.

- PUB -

Em comunicado, o Comando Territorial de Lisboa da Guarda explicou que os homens, residentes em Fernão Ferro, Seixal, foram detidos através do Núcleo de Investigação Criminal (NIC) de Sintra, na quinta-feira.

As detenções realizadas pelo NIC surgiram no âmbito de diligências relacionadas com uma investigação por furtos em veículos nas zonas de Sintra e Cabo da Roca que decorria há cerca de um ano.

“Temos em investigação um processo de furtos qualificados em interior de veículos”, encontrando-se “um indivíduo em prisão preventiva e outro em prisão domiciliária”, disse à agência Lusa o capitão Fernando Silva, comandante do Destacamento Territorial de Sintra da GNR.

- PUB -

Na quinta-feira passada, enquadradas no inquérito em curso, “houve necessidade de efetuar buscas na casa do indivíduo que está em prisão domiciliária”, contou o comandante.

E foi no interior dessa habitação que “se encontravam também e foram detidos, em flagrante, os dois homens por tráfico de estupefacientes”, destacou.

No decorrer da acção policial, foi dado cumprimento a um mandado de busca domiciliária e os militares da GNR apreenderam as 1.679 doses de haxixe, três facas, dois punhais, uma soqueira, 490 euros em numerário, vários artigos de vestuário e diverso equipamento informático, de som e fotográfico, pode ler-se no comunicado.

- PUB -

Os detidos foram constituídos arguidos e saíram em liberdade, sob termo de identidade e residência, e os factos foram comunicados ao Tribunal Judicial de Sintra, tendo o processo baixado a inquérito.

Partilhe esta notícia
- PUB -

Notícias Relacionadas

- PUB -
- PUB -